Mais
×

Semelhanças entre curva isoquanta e curva de indiferença

Atualizado em 23 março, 2017

Uma curva isoquanta mostra a possibilidade de produção de uma empresa em um dado nível de insumo. As curvas de indiferença se referem ao benefício que um consumidor recebe ao comprar itens com uma certa quantidade de dinheiro. A diferença entre essas duas ferramentas é que a isoquanta mostra as escolhas de uma empresa, enquanto a curva de indiferença mostra as escolhas de um consumidor. Existem muitas semelhanças entre elas.

Os dois gráficos mostram as possibilidades de escolha ao gastar uma certa quantidade de dinheiro (business graphs image by Chad McDermott from Fotolia.com)

Escolhas possíveis

A principal semelhança dos dois métodos é que ambos envolvem curvas. Uma tabela também mostra as opções disponíveis em um dado nível de insumo. Desenhar a curva sugere que existem opções intermediárias de produção e consumo, mesmo que não estejam listadas especificamente na tabela, que estão disponíveis nos pontos ao longo da curva. De acordo com o Middlebury College, um mapa de curvas isoquantas inclui todas as possíveis escolhas de produção. Um mapa de curvas de indiferença inclui todas as escolhas disponíveis de consumo.

Maximizando o retorno

Ambas as curvas assumem que o usuário está tentando maximizar o retorno. A borda da curva isoquanta é o máximo que uma empresa pode produzir, e a borda da curva de indiferença é o máximo que um consumidor pode comprar. Falhar na maximização do retorno oferece um retorno abaixo da linha da curva. De acordo com a Seattle University, os dois gráficos assumem que a curva representa o uso mais eficiente dos recursos disponíveis.

Retornos marginais

O retorno marginal é uma característica dos dois tipos de gráficos. A isoquanta mostra o resultado de somar um recurso à produção, como trabalhadores adicionais. Num primeiro momento, somar mais trabalhadores fará com que a empresa possa produzir mais bens a uma taxa crescente, mas eventualmente, somar mais um trabalhador não irá aumentar a produção na mesma quantidade. Isso é parecido com o retorno marginal em uma curva de indiferença. Uma pessoa com sede ganha um grande benefício ao receber uma garrafa de água, receber mil garrafas já não é tão impressionante.

Compensação

As compensações estão presentes nas duas curvas. Produzir mais de um item na fábrica reduz a quantidade de outro item que ela pode produzir, e a tabela irá mostrar dois itens. A isoquanta não mostra os potenciais subprodutos que os consumidores possam comprar, nem permite a possibilidade dos insumos não serem completamente intercambiáveis. Para a curva de indiferença, o consumidor só escolhe entre dois itens, como carne branca ou vermelha. O modelo não menciona que o consumidor pode comprar frutos do mar, por exemplo.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article