Como tratar e beber a água do rio

Escrito por krista lee childers | Traduzido por elton alves ribeiro
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como tratar e beber a água do rio
Há bactérias na água que são invisíveis a olho nu (river image by blaine stiger from Fotolia.com)

Se você gosta de caminhadas nas montanhas ou de alguma forma encontra-se perdido na mata, saber como purificar e beber água encontrada pode ser uma habilidade de salvamento útil. O benefício do consumo de água do rio é que ela geralmente está sempre circulando, o que permite alguma filtração natural. Ainda assim, todas as águas naturais, até mesmo águas que fluem como as de rios, córregos ou riachos, têm uma infinidade de pequenas bactérias e parasitas que podem causar doenças, ou no mínimo um gosto desagradável.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • 2 recipientes limpos
  • Pano limpo
  • Fio ou elástico
  • Panela ou recipiente resistente ao calor
  • Iodo ou substância alvejante
  • Conta-gotas

Lista completaMinimizar

Instruções

    Purificar a água

  1. 1

    Examine a água para ver se ela parece "limpa". Certifique-se de que não existam cores estranhas ou entulhos desconhecidos na água. Tente escolher a água em uma parte do rio movimentada, evitando a água estagnada.

  2. 2

    Encha um recipiente limpo com a água. Estude a água novamente para ter certeza de que não há nada de errado com ela visivelmente, como nebulosidade ou detritos.

  3. 3

    Use um pano limpo, como gaze, uma toalha de papel ou lenço para filtrar a água. Segure o tecido firmemente sobre o topo de um segundo recipiente limpo e despeje a água através do tecido para o segundo recipiente. Prenda o pano sobre o segundo recipiente se o pano se encaixar completamente sobre ele e você possuir uma corda ou um elástico.

  4. 4

    Coloque a água filtrada dentro de um recipiente resistente ao calor, como uma panela, e ferva a água cuidadosamente. A ebulição remove a maioria das bactérias da água. A água deve ser fervida durante ao menos um minuto. De acordo com os Centros para Controle e Prevenção de Doenças (CDC), em altitudes superiores a dois mil metros, a água deve ser fervida por ao menos três minutos.

    Como tratar e beber a água do rio
    Mantenha fósforos com você ou aprenda a como iniciar um fogo seguro (camping fire image by sumos from Fotolia.com)
  5. 5

    Trate quimicamente a água fervida assim que ela desaquecer, com comprimidos ou a forma cristalina de iodo. O iodo pode ser encontrado na maioria das lojas de material esportivo, e os pacotes possuem instruções de uso. Siga estas instruções, pois existe uma quantidade específica de comprimidos e pó que devem ser adicionados a uma certa quantidade de água. Uma instrução comum é adicionar de quatro a oito gramas de iodo cristalino para cada 30 a 60 ml, de acordo com a CDC.

  6. 6

    Trate quimicamente a água com substância alvejante sem perfume. A água do rio pode ser tratada quimicamente com iodo ou alvejante. De acordo com a EPA, a maioria dos alvejantes domésticos contêm um pouco mais do que 5 % de cloro. No entanto, a EPA também tem um gráfico para diferentes quantidades. Este método usa um conta-gotas. Para 1 % de cloro, acrescente dez gotas de alvejante por litro de água, de 4 % a 6 % de cloro, adicione duas gotas de alvejante por litro e de 7 % a 10 % de cloro, adicione uma gota de alvejante por litro de água.

  7. 7

    Mexa ou agite a água. Deixe a água parada por aproximadamente 20 minutos antes de beber.

Dicas & Advertências

  • Trate um pouco de água extra e mantenha-a em um recipiente selado limpo para emergências. Se você não quiser segurar a panela sobre o fogo, consiga um pegador de panela feito para fogueiras.
  • De acordo com a CDC, "quatro a oito gramas de iodo cristalino usado em uma solução de estoque constitui uma dose humana letal se ingerida acidentalmente em uma dose única. Mantenha fora do alcance das crianças.
  • A água que foi desinfetada com iodo não é recomendada para mulheres grávidas, pessoas com problemas de tireoide, com hipersensibilidade ao iodo ou ao uso contínuo por mais de algumas semanas seguidas".

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível