Suportes para pés caídos

Escrito por angel eyes | Traduzido por ágata erhart
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Suportes para pés caídos
O pé caído afeta o modo como a pessoa anda (Alistair Berg/Digital Vision/Getty Images)

O pé caído é uma condição que impede que a parte da frente do pé levante. Isso pode ser resultado de uma paralisia ou de uma fraqueza dos músculos. Pessoas que tem esse problema tendem a dobrar mais os joelhos para levantarem os pés, para não arrastá-los no chão. O pé caído pode ser um problema permanente ou temporário; depende do que o está causando. Algumas condições que originam o pé caído são machucados na medula espinhal, esclerose múltipla, derrame e distrofia muscular.

Tratamentos para o distúrbio dependem do grau de severidade ou da causa. O caminho mais comum de tratar os pés caídos é com palmilhas e órteses leves. Exercícios também podem ajudar a andar fortalecendo os músculos e mantendo as articulações. Há diversas órteses que podem ser usadas, a mais correta será determinada por um médico especialista após avaliação do caso.

Outras pessoas estão lendo

Bota curta

Uma bota imobilizadora curta é uma órtese para os pés que cabe facilmente nos sapatos, permitindo que as pessoas tenham um fácil controle de seus pés. Esse tipo de produto ortopédico é ótimo para o tratamento de pé caído ou para pessoas com pés planos porque mantém o pé em um ângulo de 90º com a perna, controlando rotações internas do pé. Além disso, a bota terapêutica curta não dobra nas articulações do tornozelo.

A desvantagem dessa bota é que ela possui uma dobradiça fixa que não permite flexão plantar ou dorsal e, por isso, impede que a pessoa caminhe normalmente. Ela não será boa para pessoas com mais de 1,80 cm de altura.

Tração

A calha flexível com tração é feita de materiais de grafite de carbono. Ela possui uma flexibilidade interna já programada que ajuda na flexão dorsal. A calha com tração é mais flexível do que os modelos tradicionais, é bem leve e mais confortável de usar. Ela tem um aspecto rígido na parte de trás para uma boa elevação. A calha flexível com tração é a mais recomendada para pés caídos.

Tornozeleira

A tornozeleira é um dos suportes mais grossos para pés caídos. O lado positivo dela é que garante bastante controle ao usuário. Essa tornozeleira é também usada em pacientes que perderam quase toda a força de flexão dorsal e têm um joelho instável. Pode, também, ser usada em pessoas que estão paraplégicas e tiverem pé caído. Cirurgia é recomendada para corrigir o pé em paraplégicos e esse tipo de produto ortopédico é usado para manter o pé no ângulo de 90º. A tornozeleira ajuda a evitar que o pé caia novamente, por isso, o paciente deve ser equipado com essa órtese.

Órtese tornozelo-pé rígida

A órtese tornozelo-pé rígida é mais usada em pacientes com instabilidade nos joelhos devido ao pé caído. Ela cabe na maioria dos sapatos fechados e de amarrar e pode ser personalizada e reformulada para maior conforto. Essa órtese não é mais tão usada atualmente porque está sendo substituída por novas variedades.

Apoio anti-equino

O apoio anti-equino possui uma mola dobradiça que levanta o pé no momento em que ele desencosta do solo. É uma das melhores próteses para pessoas com pé caído leve ou moderado, ou para aquelas com pés instáveis, porque permite um andar mais natural. O apoio também ajuda os que tem pés planos. O lado negativo desse tipo de órtese é que não é apropriado para pessoas com mais de 115 kg ou com mais de 1,80 cm.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível