Como tratar a inflamação nas pernas de um cavalo por meio da transpiração

Escrito por ehow contributor | Traduzido por samir daura
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como tratar a inflamação nas pernas de um cavalo por meio da transpiração
Realize o correto tratamento para curar a inflamação nas pernas de um cavalo (Jupiterimages/liquidlibrary/Getty Images)

Além de desconforto, a inflamação nas pernas de um cavalo pode causar danos aos tecidos. Há inúmeras condições que podem causar inchaço nas pernas: má circulação, uma lesão ou simplesmente estresse pelo desempenho de um trabalho duro. Muitos veterinários, treinadores e cavaleiros recomendam fazer com que o animal transpire pelo membro lesionado. Acredita-se que a combinação de calor e suor, a partir da utilização de uma atadura, é capaz de reduz a acumulação de fluidos. Leia mais para aprender sobre o assunto.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Lave e limpe as pernas do cavalo para realizar o procedimento. Se necessário, utilize uma mangueira de água fria, a fim de eliminar sujeira e detritos, ou realize outro método adicional capaz de reduzir o inchaço. Em seguida, deixe a perna secar completamente, antes de fazer o animal transpirar.

  2. 2

    Utilize luvas de borracha para aplicar a pomada Nitrofurazona na perna do cavalo, dando ênfase no tendão, nos ligamentos circundantes e ao longo do osso metacárpico.

  3. 3

    Coloque um envoltório acolchoado em torno das pernas, de modo a cercar a área afetada, no local do osso metacárpico. O envoltório deve ser feito de algodão e ter pelo menos 2,5 cm de espessura. Uma vez que o envoltório está fixado firmemente no local, envolva a capa acolchoada com um filme plástico leve. Passe o envoltório de plástico três ou quatro vezes. Ele deve ser relativamente livre de rugas e apertado o suficiente para não escorregar. Todavia, não pode ser exageradamente apertado, a ponto de cortar a circulação.

  4. 4

    Cubra o plástico e enrole o acolchoado com um envoltório estável e limpo, que prestará apoio e manterá todos os itens no lugar. Comece enrolando na metade do osso, fazendo movimentos em espiral para baixo, retornando ao passo anterior cada vez que você sobrepor a camada até a metade. Trabalhe de frente para trás para que os tendões não sejam puxados. Isso significa que a perna esquerda será coberta no sentido anti-horário e a perna direita no sentido horário. O envoltório deverá ficar estável o suficiente para manter os outros curativos no devido lugar, ajudando na redução do inchaço, mas não tão apertado a ponto de cortar a circulação ou curvar os tendões do cavalo. A fim de certificar se a bandagem não está muito apertada, deverá haver uma folga de um dedo entre o acolchoado e a perna do animal.

  5. 5

    Corte um pedaço de fita adesiva em uma faixa de 20 cm, colocando-a sobre o fecho de velcro do envoltório utilizado. Essa é apenas uma maneira de certificar se a bandagem é segura o suficiente para não desenrolar. Isso nem sempre é necessário, pois em alguns cavalos é mais difícil manter o envoltório do que em outros.

  6. 6

    Olhe a atadura colocada no cavalo periodicamente, a fim de certificar que ela não está impedindo a circulação. Remova o envoltório após 12 horas e lave as pernas do animal.

Dicas & Advertências

  • Nunca provoque esse procedimento de transpiração do cavalo por mais de 12 horas. Após esse período, retire a atadura e examine como está a perna do animal. Analise se houve alterações de inchaço, aumento de calor ou irritação da pele. Se os sintomas se agravarem, procure um veterinário.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível