Como usar um vectorscope

Escrito por ehow contributor | Traduzido por natalia peres
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como usar um vectorscope
Use um vectorscope

O vectorscope lhe dá controle de seu sinal de vídeo colorido. Este artigo vai ensinar como combinar cores e balanço de branco usando seu vectorscope, de forma que você não erre a saturação. Enquanto o monitor de ondas exibe a cor e o brilho, um vectorscope exibe apenas a informação da cor.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Vectroscope
  • Fonte de vídeo

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Saiba que existem duas partes de um vectorscope - a escala ou retícula contra a qual você faz a medição e o traço que representa a crominância ou parte colorida do sinal de vídeo. O visor do vectorscope é criado por decodificação da porção de crominância do sinal de vídeo em dois componentes, B-Y, azul menos luminância, e R-Y, vermelho subtraindo luminância. Esses dois sinais são então representados horizontal e verticalmente sobre a escala. B-Y está no eixo horizontal. R-Y está no eixo vertical. As cores são exibidas como vetores entre eles, por isso o nome do instrumento.

  2. 2

    O ponto no centro da escala é a referência para centralizar o rastreio. No modo de REF, você vai gerar um círculo com o seu traço que vai coincidir com o círculo de sua exibição. O subportador de cor NTSC, conhecido como burst, deve ser rodado até que fique sobre a linha de 9 horas. O burst é o sinal de referência de cor de 3,58 MHz em verde-limão que é enviado com cada linha de vídeo. Se você colocar um monitor profissional em visualização, irá vê-lo como uma listra verde no lado esquerdo de sua imagem para a direita do mais escuro do que os pulsos pretos de sincronia.

  3. 3

    Determine a força relativa de cada cor uma vez que seu sinal estiver calibrado. O centro é reservado para preto ou branco. A potência relativa do sinal de cada cor pode ser facilmente observada, vendo a sua distância a partir do centro.

  4. 4

    Ligue as suas barras de cores SMPTE. Com uma fonte de sinal limpa, a saída de barras deve ficar dentro do centro de todas as caixas marcadas. Se a sua fonte está na fita, você vai detectar um tremor pequeno e ver uma imagem borrada. Para coincidir com a fase ou matiz de duas ou mais câmeras diferentes, vire cada fonte de barras e na saída do programa de seu switcher ajuste os potenciômetros de fase no controle da câmera até que todas as barras fiquem em suas caixas apropriadas.

  5. 5

    Abra a íris até que o monitor de ondas atinja 100 IRE. Ative o balanço de branco e veja se todos os vetores se direcionam para o centro. A maioria das câmeras possui equilíbrio de preto automático. Tampe-o e a mesma coisa deve acontecer. Se a câmera tiver mudança de cor, verifique se o filtro corresponde à fonte de luz. Se o sinal não se voltar para o centro, a sua câmara pode precisar de reparo.

  6. 6

    Proteja contra o excesso de saturação. Equipamentos de vídeo são projetados para trabalhar dentro das especificações de transmissão, mas, assim como a linha entre computadores e desfoques de transmissão de engrenagem de vídeo, é fácil criar gráficos que possuam cor demais para transmissores e televisores manusearem. Em alguns casos, o excesso de saturação é fácil de se ver. A cor vai se estender para fora do círculo do vectorscope. Estritamente, qualquer parte da imagem com mais de 75% de saturação é inadequada para NTSC. Em seu vectorscope, aquelas caixas-alvo representam o limite de cor.

  7. 7

    Conheça as exceções aceitáveis. Algumas vezes, uma cor muito saturada pode passar despercebida. Se você encontrar uma cor que ultrapasse 75%, passe para o monitor de ondas na posição plana ou de luz e cor. Se sua luz e cor juntas ficarem abaixo de 121 IRE, você poderá prosseguir com ela.

Dicas & Advertências

  • Certifique-se de que o sinal termine adequadamente no final da linha.

Não perca

Referências

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível