Vestidos dos anos 50 e 60 com saias rodadas

Escrito por kay tang | Traduzido por laura louzada
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Vestidos dos anos 50 e 60 com saias rodadas
As saias rodadas eram a principal tendência dos anos 50 (Hemera Technologies/PhotoObjects.net/Getty Images)

Nos anos 50 e 60, a maioria das mulheres usava vestidos com saias bem rodadas. Elas eram feitas de um só pedaço circular de tecido, que poderia ser seda, algodão ou musselina, com um buraco no centro para a cintura. Os modelos mais baratos eram feitos com mais de um pedaço de tecido costurado. Enquanto as mulheres adultas preferiam as saias lisas, as adolescentes decoravam as suas com lantejoulas, bordados e outros enfeites.

Outras pessoas estão lendo

História

As primeiras saias em círculo rodadas foram criadas no fim do século XIX, de acordo com o site Vintage Connection. Elas eram compridas e cobertas de babados. No fim dos anos 40, esse modelo começou a aparecer nas revistas de moda. A tendência recomeçou com toda força com a criação do rock. As danças como o "twist" combinavam com o efeito das saias rodadas. Elas balançavam e flutuavam no ar, deixando a roupa de baixo à mostra.

Estilistas

Com o fim da Segunda Guerra Mundial, o estilista Christian Dior queria mudar o armário espartano dos anos anteriores. Ele buscou inspiração nas roupas de sua mãe de 50 anos antes. Ele criou as saias rodadas e cheias para serem usadas com anágua. A cintura ficava apertada com cintas. A atriz que virou estilista, Juli Lynn Charlot, criou as saias com enfeites de árvore de natal que viraram uma sensação. Com o sucesso, ela acabou criando mais variações de enfeites.

A saia poodle

Feita de lã, a saia poodle era um modelo circular com enfeite de cachorrinho. Elas era muito populares entre adolescentes. As garotas usavam anáguas para deixá-las bem cheias e com movimento. Havia diversas opções de enfeites, desde conchas até paletas de artista. A grande inovação foi a saia plissada de poliéster. As mulheres combinavam a parte de baixo com cardigãs e blusas de decote redondo ou camisas polo.

Fabricantes

Nos Estados Unidos, havia dois principais fabricantes de saia poodle: Kinneloa e Junior Milwaukee. Havia também as marcas que as vendiam pelo correio sob encomenda como a de Gene Burton, presente nas revistas de adolescentes da época. As empresas criadoras de modelos de costura, como Simplicity, Vogue e Butterick and McCall's, também vendiam padrões para que a pessoa costurasse sua própria saia. Existiam ainda kits para fazer a sua própria saia à venda nas lojas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível