Como fazer viagens aéreas levando garrafas de vinho

Escrito por brendan mcguigan | Traduzido por ronaldo moretti
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
 Como fazer viagens aéreas levando garrafas de vinho
Viajar de avião com garrafas de vinho pode ser uma tarefa desafiadora (Louis-Laurent Grandadam/Photodisc/Getty Images)

Durante anos, a prática de viajar com bebidas alcoólicas tem sido regulada pelas companhias aéreas de diferentes maneiras. Nos casos em que é permitido levar bebidas em aviões, a natureza relativamente delicada de alguns vinhos significa que cuidados especiais devem ser tomados ao embalar e transportar garrafas valiosas ou sensíveis em sua viagem de avião.

Outras pessoas estão lendo

Bagagem de mão não permitida

No passado, muitas companhias aéreas permitiam que os passageiros entrassem com uma ou duas garrafas de vinho a bordo de um voo, para que pudessem acomodar adequadamente suas caras garrafas. No entanto, desde a revisão das normas de segurança que regem líquidos isso não é mais permitido. A maioria dos líquidos em recipientes maiores do que 100 ml não pode ser transportada através dos setores de verificação de segurança no aeroporto, e a mercadoria poderá ser confiscada como contrabando. Uma exceção à regra de bagagem de mão é feita ao vinho e outras bebidas alcoólicas compradas em lojas duty free, localizadas dentro da área de embarque dos aeroportos.

Limites de garrafas

Enquanto bebidas com teor alcoólico maior que 70% são proibidas e as com teor alcoólico entre 24% e 70% são limitadas, não há limite de quantidade sobre bebidas com menos de 24% de álcool, tais como o vinho. Os limites para bagagens criados pelas companhias aéreas ainda são válidos, mas os passageiros estão livres para usar toda a sua cota para o transporte de vinho.

Transporte de vinho na bagagem

Para passageiros que desejam levar apenas uma ou duas garrafas de vinho, transportá-las na bagagem é a melhor opção. Embalar as garrafas firmemente junto com as roupas ajuda a minimizar vibrações que possam danificar o vinho e a proteger as garrafas da manipulação brusca, feita pelos funcionários do aeroporto. Ao embalar garrafas em sua bagagem, é importante mantê-las bem firmes. Uma das melhores técnicas é colocar uma garrafa dentro de uma meia e, em seguida, envolvê-la em uma camisa ou outra peça de roupa. Para uma proteção extra contra quebra, sele o frasco, embrulhando-o em um saco plástico à prova d'água, antes de acomodá-lo firmemente no centro da mala.

Recipientes especiais

Muitas companhias produzem saquinhos especiais para embalar vinho, para facilitar o transporte das garrafas no avião. Estes sacos são à prova d'água, extremamente bem acolchoados, resistentes ao fluxo de temperatura e fáceis de transportar. Embora não seja estritamente necessário, passageiros que muitas vezes levam uma ou duas garrafas de vinho para casa podem considerar que gastar de R$ 40 a R$ 100 nestes sacos é um investimento que vale a pena.

Entrega direta

Devido às regulamentações para viagens aéreas, muitas adegas assumiram a responsabilidade de facilitar o transporte de bebidas. Se transportar uma garrafa ou duas no voo for problema, uma opção é pedir para que a adega ou loja de vinhos envie sua compra. Muitas empresas podem realizar o transporte de um dia para o outro até sua casa, de forma que eles chegarão antes de você chegar. Algumas vinícolas nem cobram os custos do frete.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível