Algicida caseiro

••• corn image by dinostock from Fotolia.com

Algas são comuns em vários lugares do mundo, e podem variar desde grandes algas marrons no oceano até organismos microscópicos e unicelulares presentes até mesmo na água mineral. Estes vegetais primitivos podem crescer em qualquer lugar onde haja luz e água, sendo uma base alimentar essencial para várias formas de vida aquática. Se você tem uma fonte ou lago, o excesso do que é bom pode ser ruim — uma regra que se aplica muito bem às algas, que em excesso podem descolorir a água de sua fonte e até mesmo causar odores desagradáveis. Antes de procurar um algicida químico que pode envenenar seus peixes, no entanto, vasculhe sua despensa em busca de alternativas caseiras.

Passo 1

Corte os pés de uma meia-calça ou pegue aquelas velhas meias que você já não usa mais. Uma meia-calça funciona melhor pois a fibra é mais fina do que a de meias de algodão comuns.

Passo 2

Preencha a meia com um copo de milho triturado, usando uma trouxinha destas para cada 30 m² de fonte ou lagoa.

Passo 3

Amarre o topo da meia firmemente. Caso esteja tendo problemas com a amarra, use uma tira de borracha para garantir o fecho do embrulho.

Passo 4

Coloque a trouxinha na fonte; o mais provável é que a meia saia boiando pela água, o que é normal e não apresenta problemas.

Passo 5

Remova a meia uma vez que o milho tenha sido lentamente levado pela água, repetindo o processo sempre que as algas se tornarem um problema.

Mais recentes

×