Como saber se você está apaixonado(a) por um(a) amigo(a)

••• Mike_Kiev/iStock/Getty Images

Apaixonar-se por um amigo ou amiga é mais comum do que se imagina e pode acontecer com qualquer um. A convivência, a afinidade e o carinho são capazes de confundir a cabeça e os sentimentos. No entanto, antes de resolver se declarar – e colocar a amizade em risco –, é importante saber se esse sentimento é real. Descubra se é paixão ou não e se vale a pena investir no amigo.

Overview

Apaixonar-se por um amigo ou amiga é mais comum do que se imagina e pode acontecer com qualquer um. A convivência, a afinidade e o carinho são capazes de confundir a cabeça e os sentimentos. No entanto, antes de resolver se declarar – e colocar a amizade em risco –, é importante saber se esse sentimento é real. Descubra se é paixão ou não e se vale a pena investir no amigo.

Você não se sente à vontade quando ela(e) comenta sobre outra pessoa

Jupiterimages/Goodshoot/Getty Images

Você e sua(seu) amiga(o) vão para uma balada e ela(e) não tira os olhos de outra pessoa. A conversa entre vocês não rende porque ela(e) não para de flertar e isso incomoda muito você. Se o incômodo for além do que sentiria com qualquer outro amigo, chegando a resultar em discussão entre vocês, é bom abrir os olhos e ver se não está rolando algo a mais.

Você para o que estiver fazendo para ir vê-la(o)

Julius Kielaitis/Hemera/Getty Images

Você está supercansado(a) depois de um dia de trabalho ou precisa estudar para uma prova e jurou para si mesmo(a) que nada o(a) tiraria de casa. Mas o telefone toca e é sua(seu) amiga(o) chamando para ir ao cinema, tomar um chope ou só colocar o papo em dia. Falar "não" sequer passa por sua cabeça e não é porque você quer magoar a outra pessoa, mas porque a companhia dela supera qualquer cansaço ou desespero pré-prova.

Você prefere programas a dois

EM_prize/iStock/Getty Images

É final de semana e há uma porção de coisas legais para fazer na cidade: festas, bares, praia, piscina, etc. Seus amigos e amigas deram várias ideias, mas nenhuma delas o(a) anima muito. Você sabe que se todos forem, será difícil ter a atenção da(o) sua (seu) amiga(o), afinal terá que compartilhá-la com os outros. Isso pode não passar de ciúme de amizade, mas é bom ficar atento(a).

Você sequer olha para outras pessoas

Michael Blann/Digital Vision/Getty Images

Você está solteiro(a) e vai àquela superbalada cheia de gente bonita. Mas lá você nem se dá conta das pessoas à sua volta. O papo e a dança com a sua(seu) amiga(o) estão tão interessantes que é impossível notar nos outros. Se alguém chega perto, você talvez compare as outras moças (ou rapazes) com ela(e) – e ninguém parece chegar aos pés da sua companhia.

Quando não estão juntos, você dá um jeito de falar com ela(e)

kieferpix/iStock/Getty Images

Você está em casa, e ela(e) na casa dela(e), mas nem parece. Afinal, vocês não param de trocar mensagens de texto em bate-papos e mensageiros na internet e sequer sentem o dia passar. Cada "oi" dela(e) ao iniciar uma conversa acelera seu coração. E se ela(e) permanece online e não responde suas mensagens, você fica imaginando se há outro(a) na jogada, com quem ela(e) está falando em vez de continuar a conversa com você. Nesse caso, há grandes chances de você estar apaixonado(a) pela(o) sua(seu) amiga(o).

Você começa a se interessar por coisas que ela(e) gosta

Michael Blann/Digital Vision/Getty Images

Ela(e) gosta de samba, você, de rock. Você curte um filme de terror, sua (seu) amiga(o) é fã de diretores prestigiados. De repente, quando você menos espera, se pega pesquisando sobre Cartola e sambas de raiz e busca os últimos lançamentos de Woody Allen e Tarantino. O motivo? Ter sempre o que conversar com ela(e) e parecer mais interessante. Será que isso é só pela amizade?

Você se pega relembrando conversas entre vocês

Simon Lekias/Digital Vision/Getty Images

Você está em casa ou no trabalho e se pega pensado em uma (ou algumas) conversas que tiveram. Analisa palavras e expressões ditas uma a uma sem perceber e ri sozinho(a) lembrando de momentos engraçados. É claro que amigos têm assuntos únicos e divertidos juntos. Mas se ficar pensando muito no que vocês dizem se tornar algo constante, xi... o bicho pegou!

A(o) amiga(o) é a primeira e a última coisa que você pensa no dia

monkeybusinessimages/iStock/Getty Images

Depois de acordar, você se lembra que teve um sonho engraçado ou muito estranho e a primeira pessoa para quem pensa em contar é sua (seu) amiga(o). Antes de ir dormir, você tem vontade de contar para ela(e) como foi seu dia. E mais ninguém vem à cabeça. Isso pode ser apenas afinidade e desejo de compartilhar certos momentos, mas se perceber que a(o) amiga(o) é a primeira e última coisa em que você pensa no dia, acenda o alerta vermelho.

Demora mais tempo para se arrumar quando sabe que ela(e) vai

Jupiterimages/Pixland/Getty Images

Vocês vão dar uma volta, como sempre fizeram. Vão à praia ou apenas almoçar com o resto do pessoal. Mas você se pega dando uma atenção especial ao visual porque sabe que a(o) amiga(o) vai estar presente. Pode ser que faça isso mesmo sem pensar e nem perceber. Mas se você está em dúvidas quanto ao que sente, é bom reparar se isso tem acontecido com frequência.

Manda mensagens para ela(e) depois de beber

Jupiterimages/liquidlibrary/Getty Images

Você foi para uma balada em que sua (seu) amiga(o) não deu as caras. E como ela(e) faz falta! Depois de alguns drinques, a saudade passa dos limites e você agarra o celular para mandar mensagens e mostrar o quanto gostaria que ela(e) estivesse lá. Não apenas uma, mas várias. Se isso começar a ocorrer com frequência na ausência dela(e), fique atento(a).

Saber que ela(e) está com outra pessoa parece o fim do mundo

lofilolo/iStock/Getty Images

É um dia como outro qualquer e vocês estão batendo um papo. Do nada, ela(e) solta uma bomba: ficou pela segunda vez com um(a) mesmo(a) rapaz (garota), que até já a(o) convidou para sair de novo. Ou seja: eles estão ficando. Você se pega imaginando como afastá-la(o) do(a) pretendente e não consegue pensar em outra coisa. O importante é tentar diferenciar se o medo é de ter que dividir a atenção da(o) amiga(o) com outra pessoa ou se o temor é de que ela(e) vá parar em outros braços que não os seus.

Nove em cada dez histórias suas incluem sua (seu) amiga(o)

Wavebreakmedia Ltd/Wavebreak Media/Getty Images

Você sai com os amigos e percebe que a(o) tal amiga(o) está em 90% das conversas. Seja lembrando de ocasiões ocorridas, citando a opinião dela(e) ou simplesmente citando-a(o) por alguma razão, ela(e) está lá – mesmo que muitas vezes não fisicamente. Isso demonstra que, mesmo inconscientemente, ela(e) está presente na sua mente e você, meu (minha) amigo(a), está apaixonado(a).

Mais recentes

×