Como aumentar a força de um eletroímã

••• humbak/iStock/Getty Images

Uma das descobertas importantes no campo da física do século 19 foi que a mudança em um campo elétrico produz um campo magnético, e vice-versa. Este fenômeno, conhecido como "indução eletromagnética," torna possível a construção de um eletroímã com um pedaço de metal, um pedaço de fio condutor e uma fonte de eletricidade. Inicialmente, o processo consistem em enrolar o fio em torno de um núcleo de metal e ligá-lo a uma fonte de energia, como uma bateria. O campo magnético no interior da bobina, produzido com a passagem da corrente, magnetiza a barra de metal. É possível aumentar a força de atração de várias maneiras.

Passo 1

Aumente o número de bobinas para aumentar a força do ímã. De acordo com a lei de Ampere, a intensidade do campo magnético é diretamente proporcional ao número de bobinas; a duplicação do número de bobinas dobra a intensidade do campo.

Passo 2

Aumente a corrente que passa através do fio. A lei de Ampere também nos diz que a intensidade do campo magnético é proporcional à corrente, e é possível aumentar a corrente através do aumento da tensão da fonte de energia. Se estiver utilizando baterias, ligue mais algumas juntando a fiação destas com a fiação principal. Em pilhas ligadas em série, ligue o terminal negativo de uma com o terminal positivo da outra e coloque a carga através de outro conjunto de terminais. A resistência elétrica do fio limita este método de aumentar a intensidade do campo magnético; o fio vai superaquecer se você aumentar demais a tensão.

Passo 3

Para o núcleo, use ferro macio. O ferro é um material magnético, e amplifica o campo produzido pelo eletroímã. Se tiver que usar um item de aço, como um prego ou parafuso, evite usar aço temperado ou inoxidável. Nenhum desses materiais é magnético.

Passo 4

Dobre o núcleo em forma de C. Reduzir a distância entre os polos do eletroímã reduz a distância que as linhas de força magnéticas têm de se deslocar através do ar para completar o circuito magnético. O ar tem uma alta relutância para o fluxo de energia magnética (relutância é análoga à resistência elétrica), enquanto o metal tem baixa relutância. Quanto mais próximos ficarem os polos do ímã, mais forte o campo será.

Mais recentes

×