×
Loading ...

Componentes de uma torneira

Todas as torneiras - sejam elas internas ou externas, industriais ou decorativas, de plastico, cerâmica ou metal - possuem três componentes principais: um bico, uma alça e uma válvula. Elas vêm em diversos tamanhos, formas e decorações, dependendo do seu uso e de algumas considerações estéticas. Todas elas têm de obedecer a alguns padrões que são estabelecidos por lei e regulados por agências como a Fundação Nacional de Saneamento, dos Estados Unidos.

Dependendo do tipo de torneira, a decoração da sua casa pode ter um toque especial (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Estatísticas

De acordo com as estatísticas obtidas pela Associação Americana de Obras com Água, cada pessoa nos Estados Unidos opera uma torneira em, em média, oito minutos por dia. Isso se traduz em uma enorme quantidade de água desperdiçada, apesar de existirem vários regulamentos federais sobre o fluxo de água de uma torneira. As torneiras instaladas em pias de banheiro podem permitir um fluxo de 7 litros de água por minuto. Já as torneiras de banheiras e chuveiros podem permitir um fluxo de 10 litros por minuto. Assim, a parte mais importante de uma torneira é a sua válvula, já que ela pode controlar e direcionar o fluxo de água.

Loading...

Tipos

As válvulas das torneiras podem ser de quatro tipo: compressão, cartucho, bola e discos cerâmicos. Antes de 1940, todas as torneiras usavam válvulas de compressão. Essas válvulas contêm arruelas, de forma que, quando elas ficam velhas, a torneira começa a pingar. Depois que a arruela é trocada, não há mais vazamento.

História

Depois de inventar uma torneira de uma alça, em 1937, Al Moen se dedicou a desenvolver outras inovações para suas torneiras. Sua empresa, Moen Faucets, comercializou torneiras com a sua mais nova válvula de cartucho inventada. Hoje, as válvulas de cartucho podem ser metálicas, plásticas, cerâmicas e até mesmo de gesso. Um terceiro tipo de válvula, a do tipo bola, foi inventada por Landis Perrry em 1945. Sua patente foi comprada por Alex Manoogian em 1954. Ela se tornou a característica mais marcante das torneias vendidas pela empresa Delta Faucet. Ela também é usada nas torneias das empresas Peerless e Brizo. O tipo de válvula mais recente é a de discos cerâmicos. Ela foi desenvolvida por Wolvering Brass e é usada em torneiras na Europa e nas torneiras das empresas Kohler, American Standard, Price Pfister, and Grohes. As válvulas de discos cerâmicos não possuem nenhuma parte de borracha.

Características

Enquanto a válvula pode ser o componente mais importante de uma torneira, as outras duas partes são igualmente essenciais. A alça abre a fecha a válvula. Até 1973, as torneiras residenciais apresentavam duas torneiras: uma para controlar o fluxo de água quente e outra para controlar o fluxo de água fria. A inovação da primeira torneira feita por Al Moen foi desenhar uma torneira com uma alça, fazendo com que a água fria e a água quente se misturassem antes de sair do bico da torneira. Isso ajudou a prevenir as pessoas de se queimarem com a água que saía da válvula de água quente.

Considerações

O bico é a terceira parte da torneira. Como a alça, ele é geralmente feito de latão com uma forma e acabamento externo que combina com a decoração e com o uso que será dado a torneira. Os bicos da torneira variam se eles vêm com a função de spray. O spray é considerado parte do bico mesmo em torneiras onde ele é afixado na alça, porque o seu uso interrompe qualquer fluxo de água pelo bico.

Loading...

Recursos

Loading ...
Loading ...