×
Loading ...

Cultura e crenças da tribo Afar

Os afares vivem em uma área do continente africano chamado Triângulo de Afar, no Djibouti e na Etiópia do Nordeste. Em meados de 1988, existiam cerca de 543.000 afares, que diziam ser descendentes dos árabes, apesar de falarem a língua cuchítica (também cuchítica). Sua cultura provém de crenças antigas, com influências do islamismo moderno.

Os afares possuem em suas crenças influências do islamismo (Anup Shah/Photodisc/Getty Images)

Crença religiosa

Devido a influência muçulmana, a maioria dos afares são sunitas, embora essa religião (o sunismo) também possua influências de uma crença antiga, pré-islâmica, de adoração a um deus do céu chamado Wak. Apesar dessas influências antigas, os afares não comem carne suína, bebem pequenas porções de álcool e, aqueles que possuem condições, fazem peregrinações à Meca.

Loading...

Circuncisão

Os afares fazem a circuncisão de ambos mulheres e homens. No caso das mulheres, a vagina é costurada, o que também é feito por alguns grupos de bantos e outros cuchitas. Os homens são circuncidados quando atingem a maturidade.

Patrilinearidade

A sociedade dos afares é baseada na divisão dos clãs, os quais são divididos por classe. Enquanto que é simples observar que os homens herdarão as características físicas e espirituais da mãe, é compreensível o fato de que muitos deles desenvolvem sua personalidade baseada na figura do pai. Em razão disso, os homens são nomeados líderes e as mulheres executam o serviço doméstico.

Nômades

Os afares são nômades e o rebanho é composto por ovelhas, camelos e cabras. Porém, também existem os pescadores, e também possuem vacas quando existe terreno propício para elas. Por esse motivo, sua alimentação é composta em grande parte por carnes e derivados do leite.

As duas classes

Tradicionalmente, existem duas classes dentro da sociedade afar, os Asaimaras e os Adoimaras. Os Asaimaras, também chamados de vermelhos, são considerados os nobres, enquanto que os Adoimaras, os brancos, são os plebeus.

Casamento

As mulheres são eleitas ao casamento quando atingem os 10 anos de idade, enquanto os homens podem se casar depois de matarem alguém em batalha, pela tradição. Os casamentos dos afares são monogâmicos, apesar do islamismo permitir o homem ter até quatro cônjuges, e quando os parceiros são escolhidos, dá-se preferência aos primos.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...