Os efeitos colaterais da fenilpropanolamina em animais de estimação

••• Puppies of the spitz-dog and cat in studio image by Ulf from Fotolia.com

A fenilpropanolamina é um medicamento comumente utilizado para tratar a incontinência urinária em animais, pois ele tonifica o esfíncter da uretra. Essa droga também pode ser utilizada como um descongestionante nasal. A fenilpropanolamina não é aprovada pelas agências americanas para o uso em animais, mas pode ser prescrito por veterinários como um medicamento permitido para o uso. Embora essa droga seja geralmente segura, ela pode provocar efeitos colaterais em alguns animais.

Alergia à droga

A fenilpropanolamina não pode ser administrada em um animal que apresentou uma sensibilidade aguda ou alergia à droga. Esse medicamento pode causar uma reação alérgica em alguns animais. Os sintomas dessa alergia são chiado no ouvido, urticária, inchaço da língua, inchaço dos lábios e dificuldade respiratória. Uma reação alérgica se enquadra em uma emergência médica com risco de vida, e pode necessitar de tratamento médico.

Hipertensão

A fenilpropanolamina simula uma resposta imediata do organismo. Por essa razão, esse composto pode elevar a pressão sanguínea, o que pode resultar na hipertensão em alguns animais. O risco pode ser agravado caso ele esteja tomando certos medicamentos, tais como drogas anti-inflamatórias não esteroides (AINEs) ou antidepressivos. O risco também é presente caso a fenilpropanolamina for ingerida enquanto produtos de controle de pulgas, tais como amitraz, estiverem sendo aplicados. O amitraz é o princípio ativo de diversos produtos de controle à pulgas.

Condições pré-existentes

A fenilpropanolamina deve ser utilizada com cautela em animais que possuem problemas de saúde, tais como glaucoma, diabetes, hipertireoidismo, pressão arterial elevada ou doenças cardíacas. Esse medicamento pode agravar os sintomas dessas doenças. A fenilpropanolamina não deve ser administrada em animais que estão abaixo do peso, pois ele pode atuar como um supressor de apetite.

Mais recentes

×