Os elementos mais comuns na crosta terrestre depois do oxigênio

••• Jupiterimages/Photos.com/Getty Images

Os elementos mais comuns na crosta da Terra são os elementos constituintes das rochas, principalmente oxigênio misturado com silício. Devido à sua prevalência na atmosfera, toda a matéria orgânica e os vários corpos de água, o oxigênio pode ser o único elemento mais abundante presente na superfície da Terra. No entanto, há muitos elementos que existem na crosta terrestre que são vitais para a indústria.

Silício

O silício (Si) é o metaloide mais comum na Terra, compreendendo cerca de 28% da crosta terrestre. É o sétimo elemento mais abundante e conhecido no universo. O silício é usado de forma proeminente em semicondutores, vidro, cimento e cerâmica. Aliás, a areia da praia é maioritariamente constituída de silício.

Alumínio

O alumínio (Al) é o metal mais comum na Terra, compreendendo cerca de 8% da crosta terrestre. É especialmente útil em aplicações industriais em que é necessário um metal forte, porém leve, e é usado em aplicações de laminação para blindagem de tanques. Apesar da sua abundância, não há formas de vida conhecidas que utilizam o alumínio de uma forma dietética ou orgânica.

Ferro

O ferro (Fe) é o segundo metal mais abundante na crosta terrestre, e compreende 5% da composição total. Ao contrário do oxigênio, é extremamente predominante no interior da Terra, o que o torna o material mais prevalente em todo o planeta. Ele tem sido usado por seres humanos há milhares de anos para fazer armas e instrumentos de trabalho. A Idade do Ferro é a última era pré-histórica antes das civilizações mais antigas que surgiram.

Cálcio

O cálcio (Ca) compreende cerca de 4% da crosta terrestre e é o quinto mineral mais abundante na água do mar. Assim como o ferro, ele é essencial para os organismos vivos, particularmente na composição de material ósseo e conchas. O cálcio é usado em aplicações industriais e agrícolas, como cal virgem e cal apagada.

Mais recentes

×