Como enraizar plantas do gênero Croton

••• Jupiterimages/Photos.com/Getty Images

A espécie de plantas do gênero Croton, Codiaem variegatum, tornou-se uma popular planta de ambientes internos nos últimos anos. Cobiçadas por suas brilhantes folhas e coloridos padrões que podem ser amarelos, alaranjados, vermelhos, róseos, roxos e verdes. De clima tropical, a planta pode ser gravemente ferida pelo frio, preferindo climas quentes e constantemente úmidos, razão pela qual o solo nunca deve secar por completo. É importante lembrar-se dessas informações ao enraizar uma nova planta. Mudas de Croton podem ser propagadas a partir da estaquia ou enraizadas na própria planta.

Propagação por estaquia

Passo 1

O corte deve apresentar entre 10 e 30 cm de comprimento. Após o corte, coloque uma folha de papel toalha molhada ao redor da porção cortada, protegendo tudo com papel alumínio. As folhas mais baixas e todas as flores devem ser removidas.

Passo 2

Coloque os cortes e um pouco de água em uma sacola grande, fechando-a e agitando tudo até que as mudas estejam encharcadas por completo, drenando, então, a água para fora da sacola. Alternativamente, pode-se usar um borrifador.

Passo 3

Coloque as mudas em um pote com água, deixando-as encharcarem por um ou dois dias sob luz indireta.

Passo 4

O substrato para enraizamento deve ser uma mistura de areia e turfa. Cascas de pinus podem também ser utilizadas. O solo deve ser capaz de reter um nível constante de umidade.

Passo 5

Remova as mudas da água, remova a casca dos 5 cm basais destas e coloque-as no substrato.

Passo 6

Borrife as folhas para umedecê-las e sele as plantas com uma sacola transparente. Certifique-se de manter os níveis de umidade constantes pelas próximas semanas. Se o clima estiver muito quente, alguns buracos podem ser feitos na sacola para criar correntes de ar. Mantenha as plantas sob luz indireta.

Passo 7

Após algumas semanas, examine as mudas em busca de raízes; caso estas tenham surgido, remova a sacola plástica.

Enraizamento na planta

Passo 1

Este procedimento é melhor conduzido no início do verão. Um corte deve ser feito ao redor do caule, sendo, então, feito um segundo corte 3 cm abaixo do primeiro.

Passo 2

Corte verticalmente entre as duas incisões feitas no passo anterior e remova toda a casca e matéria verde, a fim de expor a porção interna do galho. Certifique-se de que todas as camadas externas foram retiradas, não sobrando porções verdes no local.

Passo 3

Envolva o corte com um bolo de musgo Sphagnum umedecido, envolvendo a estrutura com papel alumínio.

Passo 4

Remova o excesso de umidade espremendo gentilmente o musgo, selando as extremidades do alumínio com pedacinhos de arame torcido. Certifique-se de manter o interior da estrutura úmido durante o desenvolvimento das raízes. Caso o clima seja muito seco, envolva o papel alumínio em filme plástico para ajudar a conter a umidade.

Passo 5

As raízes devem crescer em cerca de seis a oito semanas.

Passo 6

Corte logo abaixo das novas raízes e coloque sua nova muda em um substrato composto por areia, turfa e composto. Não coloque a planta sob Sol pleno até que ela tenha se estabelecido bem no substrato.

Mais recentes

×