×
Loading ...

Fatores bióticos dos oceanos tropicais

Existem três oceanos que possuem águas na zona tropical da terra: O Atlântico, o Pacifico e o Índico. Esses três corpos d'água em particular são às vezes chamados de oceanos tropicais, porque uma parte de seu sistema é contido na faixa equatorial entre o trópico de câncer no norte e o trópico de capricórnio no sul. Cada um desses oceanos possui organismos vivos que realizam funções ou fatores que afetam as vidas de outras criaturas marinhas. Plantas, animais e micro-organismos criam fatores bióticos, como teias alimentares, simbioses, competição e transferência de energia.

A vida marinha que prospera dentro dos oceanos tropicais realizam funções bióticas que beneficiam a maioria dos organismos marinhos (Comstock/Comstock/Getty Images)

Teias alimentares

Organismos dentro dos oceanos tropicais se afetam primeiramente através da teia alimentar. Eles estão localizados na plataforma inferior da teia e os grandes predadores, como os tubarões, estão no topo, já que eles não possuem predadores naturais. Começando pelos micro-organismos, cada criatura é consumida por outra, até que a teia esteja completa. A vida das plantas tropicais é outra parte da teia alimentar, assim como outros organismos vivos.

Loading...

Simbiose

A simbiose é um fator biótico para os organismos que residem em oceanos tropicais. Relações simbióticas podem ser categorizadas em ectosimbiótica, onde os dois organismos se beneficiam mutualmente, e endosimbiótica, onde um organismo está contido nas células do outro. Existem quatro tipos de relações simbióticas: parasitismo, mutualismo, comensalismo e amensalismo.

Competição

A competição é outro fator biótico, e acontece entre os organismos dos oceanos tropicais quando competem entre si por recursos. As espécies que estão melhor adaptadas para seus arredores particularmente eventualmente dominarão o ambiente sobre outras que não estão tão ajustadas. A competição ainda ajuda a manter o equilíbrio na teia alimentar ao manter as espécies sob controle. As relações predador-presa surgem quando ambas as espécies estão tentando sobreviver.

Transferência de energia

Plantas e criaturas que vivem no oceano realizam um fator biótico chamado transferência de energia, e isso acontece quando um organismo consome outro. Quando eles transferem materiais inorgânicos (como a luz solar) para as moléculas orgânicas, começa-se o processo de transferência de energia. Algas, plantas e bactérias quimiossintéticas realizam essa tarefa. Assim que essas criaturas armazenam energia, (que na verdade vem do sol), elas são consumidas pelos outros organismos que continuam a passar essa energia armazenada. Sempre haverá mais produtores que consumidores para o processo de transferência de energia.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...