×
Loading ...

Alguns materiais que podem ser imantados

Muitos elementos possuem propriedades magnéticas ou a habilidade de serem imantados. Duas das classes de materiais com essas propriedades são os paramagnéticos e os ferromagnéticos. Esses elementos possuem propriedades magnéticas naturais que fazem com que sejam atraídos por imãs. Os paramagnéticos apresentam uma fraca atração aos imãs, enquanto que os ferromagnéticos são fortemente atraídos. Essas propriedades originam-se na estrutura subatômica dos elementos, responsável por determinar o seu grau de magnetização.

Muitos materiais apresentam propriedades magnéticas que lhes permitem ser imantados (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Propriedades magnéticas

O que permite que um material seja magnetizado é sua estrutura subatômica, onde os elétrons giram em torno do núcleo dos átomos do elemento. Um elétron em movimento cria um campo magnético chamado dipolo que, como um ímã comum, possui os polos norte e sul. Quando a maioria dos elétrons de um material estão girando na mesma direção, este tem o potencial de ser imantado. Por outro lado, quando não existe uma direção predominante no movimento dos elétrons, o material torna-se menos suscetível a ser magnetizado, pois quando dois elétrons giram em direções opostas, os seus campos magnéticos são neutralizados. Um exemplo de elemento que possui a maioria dos seus elétrons girando na mesma direção e possui grande atividade magnética é o ferro. Já um material que possui pouca atividade magnética devido ao movimento dos seus elétrons é o alumínio.

Loading...
O movimento dos elétrons cria campos magnéticos chamados dipolos (Ryan McVay/Photodisc/Getty Images)

Materiais ferromagnéticos

Devido à estrutura subatômica dos seus átomos, os materiais ferromagnéticos, como o ferro, níquel, gadolínio e cobalto, são naturalmente atraídos por ímãs. Normalmente, esses elementos precisam passar por um processo de aquecimento a altas temperaturas seguido de um resfriamento enquanto estão sob a influência de um forte campo magnético para que fiquem permanentemente imantados. Alguns métodos menos físicos como esfregar um imã no material ou golpeá-lo com um martelo podem ser usados para torná-lo temporariamente imantado. Ambos os processos provocam o alinhamento dos campos magnéticos induzidos dos materiais.

O níquel é um exemplo de material ferromagnético (Comstock/Comstock/Getty Images)

Materiais paramagnéticos

Os materiais paramagnéticos são fracamente atraídos pelo imãs, devido a sua estrutura subatômica, que consiste de relativamente poucos elétrons livres girando na mesma direção. Portanto, esses materiais, como o cobre, alumínio, platina e urânio, produzem ímãs muito mais fracos do que os feitos através de materiais ferromagnéticos.

O alumínio é um exemplo de material paramagnético (Jupiterimages/Comstock/Getty Images)

Ligas

As ligas de materiais ferromagnéticos e paramagnéticos podem apresentar um potencial de magnetização variável. Por exemplo, apesar de o níquel ser um material ferromagnético, uma moeda de cinco centavos de dólar não é atraída por ímãs, pois essa peça é constituída de 20% de níquel e 80% de cobre. O aço inoxidável é outro exemplo de material sem propriedades magnéticas, pois trata-se de uma liga do elemento ferromagnético ferro com o cromo e vários outros materiais paramagnéticos.

No entanto, algumas ligas de ferromagnéticos com paramagnéticos possuem fortes propriedades magnéticas. Um exemplo é o alnico, que consiste dos ferromagnéticos ferro, níquel e cobalto juntamente com os paramagnéticos alumínio e cobre.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...