×
Loading ...

Rituais africanos para homens

Os rituais são cerimônias culturais ou religiosas que celebram ou comemoram acontecimentos específicos que tenham significado religioso e sejam vitais para a manutenção de uma comunidade muito unida, de acordo com o Exploring Africa. Os rituais africanos abrangem uma grande variedade de celebrações elaboradas que podem ser vibrantes e coloridas ou sombrias e moderadas, dependendo da ocasião. Os rituais africanos para homens são executados ou liderados, principalmente, por outros homens.

Os rituais africanos celebram eventos africanos de importância significativa (Hemera Technologies/Photos.com/Getty Images)

Rituais de amadurecimento

Os rituais de amadurecimento iniciam os homens da infância à idade adulta. Os rituais constroem o caráter, encorajam um comportamento adulto responsável e forjam alianças ao longo da vida entre os iniciados. Os rituais de amadurecimento abrangem os ritos de separação onde os jovens são cerimonialmente removidos da sociedade (física e psicologicamente) por um determinado período através de atividades públicas caracterizadas pela oração, pelo sacrifício, pela música e pela dança.

Um período de transição segue onde os jovens passam pela morte e pelo renascimento em rituais simbólicos, enquanto em reclusão, geralmente tomando a forma de alterações corporais simbólicas, como a perfuração do corpo e a circuncisão. Os homens Maasai da África Oriental, por exemplo, têm o seu cabelo cortado, simbolizando a morte da infância antes de entrar em reclusão e são obrigados a matar um leão com apenas uma lança quando saem de reclusão para provar o estado de masculinidade recém-adquirido.

Os rituais de reintegração, como as cerimônias de nomeação pública, onde os iniciados adquirem novos nomes como adultos e/ou títulos são realizados para reintegrá-los à comunidade e para apresentá-los aos deveres de adultos.

Loading...

Rituais religiosos

A maioria das atividades e cerimônias religiosas africanas são realizadas por homens. Os homens lideram os rituais religiosos associados com o nascimento, o casamento, a transição para a vida adulta, a morte, o plantio e a colheita, bem como as cerimônias de comemoração da vida dos antepassados ​​populares. Os Bedik do Senegal, por exemplo, atribuem grande importância religiosa para as máscaras. Durante as cerimônias anuais para abençoar as colheitas, os homens que são membros de sociedades secretas, como os sacerdotes e curandeiros, usam máscaras e lideram a comunidade na expurgação do mal. Esses homens vão em cada esquina da aldeia e entre todas as casas na época de plantio para garantir que nenhum mal afete as atividades agrícolas da comunidade negativamente.

Rituais de cortejo

Os rituais de cortejo assumem a forma de atividades de grupo organizadas onde os homens competem em várias frentes para demonstrar a sua força, coragem e charme para conquistar esposas ou amantes. As competições de cortejo incluem competições de luta livre, de combate à vara, competições de pintura corporal e competições de charme. Os vitoriosos começam a escolher esposas ou amantes entre as meninas elegíveis. O povo Surma da Etiópia, por exemplo, participar de um período de cortejo a cada ano em que os homens de diferentes aldeias se envolvem em torneios de combate a vara por um dia inteiro para ganhar esposas. Os homens Wodaabe do Níger, por outro lado, entram em concorrência de charme para conquistar as esposas e amantes. Os participantes na sociedade Wodaabe usam uma maquiagem facial ornamentada e alinham-se na frente de juízes do sexo feminino a quem eles têm que conquistar, não tanto pela beleza, mas por seu charme.

Rituais de casamento

Os rituais de casamento para os homens têm muito simbolismo e significado em relação ao seu papel/dever na sociedade africana. Os rituais de casamento do Oeste Africano demandam que o futuro noivo seja o primeiro a declarar a seu pai suas intenções de se casar; seu pai deve concordar com as intenções antes que os procedimentos adicionais do casamento possam prosseguir. Após o consentimento, o futuro noivo se reúne com o pai da futura noiva e, juntamente com os anciãos da aldeia, os homens decidem coletivamente se o casamento será realizado ou não. O tabaco, as nozes de cola e o vinho de palma são trocados em uma cerimônia elaborada para marcar o anúncio oficial do casamento.

Loading...

Referências

Recursos

Loading ...
Loading ...