on-load-remove-class="default-font">
×
Loading ...

Os 20 esportistas brasileiros mais famosos de todos os tempos

AlbertoChagas/iStock/Getty Images

Introdução

Não é só o futebol que é uma paixão nacional. Muitos são os esportes que gostamos e vibramos ao assistir. Vôlei, basquete, natação, UFC, remo, corrida, tênis, salto com vara e, claro, futebol, entre vários outros. É verdade que algumas modalidades acabam virando mania e somente assistimos quando algum atleta está no ápice. E quando isso acontece, grandes nomes entram definitivamente para a história do esporte brasileiro, coisa que nem o tempo é capaz de apagar.

Scott Heavey/Getty Images Sport/Getty Images

Pelé

Edson Arantes do Nascimento nasceu em 1940, na cidade de Três Corações, Minas Gerais. Pelé começou sua carreira aos 15 anos, no time alvinegro da Vila Belmiro. Com o Santos, conseguiu ser bicampeão da Libertadores e do Mundo, além de conquistar muitos outros títulos. O jogador, que chuta muito bem com os dois pés, foi reconhecido, pela FIFA, como o melhor futebolista de todos os tempos. No Santos, ficou de 56 a 74, depois jogou no Cosmos de 75 a 77 e, é claro, passou durante todo este tempo pela seleção brasileira. Hoje, Edson atua em algumas campanhas publicitárias, sempre está presente na Vila Belmiro e é presidente Honorário do New York Cosmos.

Adam Pretty/Getty Images Sport/Getty Images

César Cielo

O jovem nadador é do interior de São Paulo, Santa Bárbara d´Oeste, e nasceu em 1987. Começou a treinar influenciado por sua mãe. Em 2003, chegou a treinar, durante 2 anos, com Gustavo Borges. Em 2006, ganhou uma bolsa de estudos e foi para os Estados Unidos. Seu contrato era bem restrito: ele não podia sair para beber com seus amigos e nem mesmo ter namoradas. Em 2008, participou das olimpíadas de Pequim e se consagrou campeão nos 50 metros livre. Depois desta medalha muitas outras apareceram. Foi considerado o melhor atleta da década no Brasil, em 2009, pela revista Sport Life. Foi também neste ano que quebrou os recordes de 50 e 100 metros livres.

Chelsea Lauren/Getty Images Entertainment/Getty Images

Gustavo Kuerten

O manezinho da ilha nasceu em 1976, em Florianópolis. Guga é considerado o maior tenista da história do Brasil, havendo sido condecorado pelo Hall da Fama da ATP (Associação dos Tenistas Profissionais). Com 8 anos de idade, perdeu seu pai, que foi o seu maior motivador para fazer do tênis uma profissão. Porém isto não abalou Kuerten. Aos 19 anos de idade, começou a jogar profissionalmente. A partir disso, foi muitas vezes campeão. Tricampeão de Roland Garros, campeão da Masters Cup e cinco vezes campeão de torneios Masters Series. Em 2008, anunciou sua aposentadoria, devido a problemas físicos que o impediam de continuar jogando. Foi o único tenista a vencer Sampras e Agassi no mesmo torneio.

Pascal Rondeau/Getty Images Sport/Getty Images

Ayrton Senna

Apaixonado pelo automobilismo desde pequeno, Ayrton, que nasceu em 1960, em São Paulo, consagrou-se campeão de kart aos 21 anos de idade. Sua habilidade e facilidade para dirigir o levou às pistas de Fórmula 1. Começou com equipes pequenas, mas por conta de seu brilhantismo passou para a Lotus e, em 1988, se juntou a Alain Prost na McLaren-Honda. Nesta mesma temporada, foi campeão. Em 89, seu arqui-rival e parceiro de equipe foi o campeão. Nos anos 90, a disputa foi entre os dois. E Senna levou a melhor depois de colidirem seus carros na última corrida do ano. Em 91, foi campeão e conseguiu o feito de ser o mais jovem piloto a alcançar o tricampeonato. Em 94, assinou com a equipe Willians. No mesmo ano, sofreu um acidente ao correr em Ímola e faleceu aos 34 anos de idade.

Gareth Gay/Getty Images Sport/Getty Images

Ronaldo

Ronaldo nasceu em 1976, no Rio de Janeiro. Foi um dos jogadores na campanha pelo tetracampeonato da seleção brasileira, em 1994 nos Estados Unidos. E foi lá que surgiu seu primeiro apelido: Ronaldinho. Já a alcunha de "Fenômeno" surgiu quando ele jogava no Inter de Milão. Com 15 gols, Ronaldo é o maior goleador em Copas do Mundo. Ao todo foram 4 participações e 8 gols somente na campanha pelo Pentacampeonato. Depois de se aposentar como jogador profissional, em 2011, Ronaldo vem se dedicando ao mercado publicitário com a 9ine, sua agência de marketing, onde atua como empresário.

Zedcor Wholly Owned/PhotoObjects.net/Getty Images

Éder Jofre

O "Galinho de Ouro", como é bastante conhecido, nasceu em 1936, na cidade de São Paulo. Filho de um argentino, foi com seu pai que ele aprendeu a amar o boxe. Sempre lutando com as cores do São Paulo Futebol Clube, os números de Éder impressionam. O atleta participou de 78 lutas e venceu 72, sendo 50 por nocaute, além de ter perdido apenas 2 e 4 empates. Começou profissionalmente em 1957, e foi tetracampeão do peso galo. Em 1970, abalado com a morte de seu pai e de seu irmão, Éder Jofre abandonou definitivamente os ringues.

Hemera Technologies/Photos.com/Getty Images

Hortência

Uma das jogadoras de basquete brasileiras mais importantes de todos os tempos, Hortência nasceu em 1953, no estado de São Paulo. É a maior pontuadora da seleção brasileira. Com 3.160 pontos em 127 jogos, ela tem uma média de 24,9 pontos por partida. Em 2002, recebeu um convite para participar do Hall da Fama do basquete feminino. Em 2009, foi diretora da seleção de basquete feminino.

Mike Powell/Getty Images Sport/Getty Images

Joaquim Cruz

Nascido em 1963, em Taguatinga, Distrito Federal, Joaquim Cruz começou sua carreira jogando basquete. Mas logo percebeu que o que ele gostava mesmo era o atletismo. Em 1984, ganhou a medalha de ouro nos 800 metros nos jogos olímpicos de verão, em Los Angelas, EUA. Em 87 e 95, também ganhou o ouro, mas dessa vez nos 1.500 metros, em Indianápolis e Mar del Plata, respectivamente. Joaquim, que também tem nacionalidade americana, teve o privilégio de acender a pira dos jogos Pan-Americanos em 2007, no Rio de Janeiro.

Steve Powell/Getty Images Sport/Getty Images

Nelson Piquet

Tricampeão de Fórmula 1, nasceu em 1952, no Rio de Janeiro, porém viveu grande parte de sua infância em Brasília. Usou o nome da mãe para ficar conhecido, pois seu pai, que era médico, não queria que o filho fosse piloto de Fórmula 1. Começou sua carreira aos 14 anos, como a grande maioria participando de corridas de kart. Passou pela Fórmula 3 antes de chegar à Fórmula 1, em 1978. Passou pelas equipes Ensign, McLaren, Brabham, Williams, Lotus e Benetton. Em 1992, depois de deixar a Fórmula 1 começou a correr as 500 Milhas de Indianápolis. No mesmo ano, sofreu um grave acidente e se afastou definitivamente.

Handout/Getty Images Sport/Getty Images

Torben Grael

Um dos principais iatistas brasileiros, Torben nasceu em 1960, na cidade de São Paulo, e é descendente de dinamarqueses. Começou a tomar o gosto pelas velas ainda menino, aos 5 anos de idade, por causa de seu avô. Também conhecido como "Turbina", Torben ganhou 9 medalhas de ouro, entre Olimpíadas, Campeonatos Mundiais e Pan-Americanos, em um total de 14 medalhas. Desde 2007, dedica-se somente à vela oceânica.

Wendy Hope/Stockbyte/Getty Images

Paula

Também considerada uma das maiores jogadoras de basquete de todos os tempos, Magic Paula começou a jogar aos 10 anos de idade e se destacou bastante. Aos 14 anos, foi convocada para a seleção brasileira adulta. Em 91, foi campeã dos jogos Pan-Americanos realizados em Havana e recebeu a medalha de ouro, junto à sua equipe, das mãos de Fidel Castro. Segunda maior pontuadora da história, Paula fez 2.537 pontos em 150 jogos, uma média de 16,9 pontos por partida.

Michael Steele/Getty Images Sport/Getty Images

João do Pulo

Nascido em 1954, João Carlos de Oliveira, o João do Pulo, foi recordista mundial de salto triplo, tendo levado o ouro 4 vezes, todas elas em jogos Pan-Americanos. Porém, em 1981, um acidente fez com que João tivesse sua perna direita amputada e sua carreira terminou. Em 1999, João veio a falecer devido à cirrose hepática e uma infecção generalizada. Neste tempo, já não contava com a companhia de ninguém. Todas as pessoas que ficaram a seu lado nos tempos de glória, o abandonaram.

Getty Images/Getty Images Sport/Getty Images

Romário

O baixinho é um dos maiores jogadores de futebol. Nascido em 66, Romário já atuou em várias equipes cariocas, exceto na equipe da estrela solitária, o Botafogo. Com a característica de estar sempre na praia e não gostar de treinar, Romário era genial dentro das 4 linhas. Foi graças a ele que o Brasil faturou o Tetracampeonato de 1994. Hoje, Romário é deputado federal do Rio de Janeiro pelo partido Socialista Brasileiro.

Doug Pensinger/Getty Images Sport/Getty Images

Oscar

Um dos maiores jogadores de basquete de todos os tempos, Oscar tem mais de 2 metros de altura. Com 49.703 pontos, ele é o recordista mundial em cestas. Oscar alcançou um feito único e inédito para o Brasil, em 1987. Na final entre Brasil x Estados Unidos, a seleção brasileira levou a melhor com uma vitória de 120 x 115, ficando com o lugar mais alto do pódio. Hoje, Oscar escreve um blog em um portal de sucesso, além de trabalhar como comentarista de TV.

Tony Feder/Getty Images Sport/Getty Images

Garrincha

Mané Garrincha nasceu em 1933 na cidade de Magé, Rio de Janeiro. Muito conhecido por suas pernas tortas e seus dribles desconcertantes, Garrincha é o um dos melhores ponta-direitas da história do futebol. O apelido ele recebeu de seu irmão ao associá-lo com o pássaro de mesmo nome. Quase toda sua carreira defendeu o Botafogo e a seleção brasileira. Faleceu aos 49 anos em decorrência de problemas de saúde originados pelo alcoolismo.

Stu Forster/Getty Images Sport/Getty Images

Maurren Maggi

Nascida em São Carlos, em 1976, Maggi ficou famosa em 2008 na prova do salto em distância, em Pequim, ao alcaçar a marca de 7,04 metros. Porém sua melhor marca, que também é recorde, foi em 1999, ao saltar 7,26 metros. Maurren também é recordista do salto triplo, 14m53, e dos 100 metros com barreiras, 12s71. Ao todo a atleta conquistou 5 ouros, 3 pratas e 2 bronzes em sua carreira esportiva.

Buda Mendes/Getty Images Sport/Getty Images

Emerson Fittipaldi

Primeiro brasileiro a se tornar campeão na Fórmula 1, Fittipaldi é bicampeão nesta modalidade. Nascido em 1946, na cidade de São Paulo, Emerson foi, durante mais de 30 anos, o mais jovem campeão da Fórmula 1. Em 1971, no GP da França, largou na décima sétima posição e terminou a prova em terceiro lugar. Conhecido pelos brasileiros como "Rato" e pelos americanos como "Emmo", Fittipaldi é o único brasileiro a vencer um grande prêmio em seu ano de estréia. Deixou a F1 nos anos 80 e participou das 500 Milhas de Indianápolis, onde faturou o prêmio duas vezes. Antes disso, participou da CART/Champ Car onde consagrou-se campeão.

Martin Rose/Getty Images Sport/Getty Images

Marta

Atacante da seleção brasileira e melhor jogadora de futebol feminino por 5 vezes, de 2006 a 2010, Marta foi escolhida como uma das 100 brasileiras mais influentes do ano de 2009. Devido à sua habilidade para driblar, para fazer passes e a facilidade que tem para marcar gols, foi comparada com Pelé e chegou a ser chamada de "Pelé de Saias". É a única mulher a deixar a sua marca na calçada da fama no Maracanã.

Todd Rosenberg/Getty Images Sport/Getty Images

Gustavo Borges

Mais um campeão da natação que merece estar nesta lista. Gustavo Borges nasceu em 1972, em Ribeirão Preto (SP), mas foi aos 9 anos de idade que tudo começou. Alcançou seu primeiro pódio representando sua escola, em uma prova de 50 metros livres em uma competição na Associação Atlética Ituveravense. Oito anos mais tarde, agora já no profissional, ganhou o Troféu Brasil nos 50 e 100 metros livres. Em 92, representou o Brasil nas olimpíadas de Barcelona e levou a prata. No total, Gustavo Borges tem 19 medalhas Pan-Americanas e é o atleta com o maior número de medalhas nesta competição.

Shaun Botterill/Getty Images Sport/Getty Images

Neymar

O jovem jogador do Santos já tem seu lugar de destaque. Chegou em 2003 nas equipes de base. Aos 14 anos foi para o Real Madrid. Vendo sua joia ir embora, o time pagou 1 milhão de reais para ficar com o pequeno craque. Em 2009, com 17 anos, Neymar estreou no Santos. E desde então, é só alegria para o torcedor alvinegro. Com ele, o time da Vila Belmiro conquistou a Libertadores da América, feito que não acontecia desde os tempos de Pelé. Agora, a prata da casa tem contrato até o final de 2014, mas existem especulações que depois da Copa do Brasil ele deverá seguir rumo a algum clube europeu.