Mais
×

24 expressões de linguagem corporal que você deve evitar

Os gestos falam mais do que as palavras
Getty Images

Introdução

Os movimentos corporais e expressões faciais que realizamos durante uma conversa transmitem muito mais informações do que emitimos ao falar. Muitos especialistas ao redor do mundo publicaram extensos trabalhos a respeito da importância da linguagem corporal e da forma como podemos manipulá-la. A seguinte lista inclui 25 gestos que devemos evitar.

Em ambientes profissionais, é importante manter-se bem ereto e adotar uma marcha enérgica
Getty Images

Postura

Quando temos uma reunião social com a presença de pessoas relacionadas ao nosso trabalho ou uma entrevista profissional, é importante assumir uma boa postura. Especialistas em linguagem corporal, como Eliot Hoppe, autor de vários livros e especialista na área, recomenda "colocar-se bem ereto e adotar uma marcha enérgica, já que queremos mostrar nosso desejo de estar ali e a confiança que temos em nós mesmos".

Não olhar nos olhos do interlocutor pode demonstrar insegurança ou desinteresse
Getty Images

Olhar para o outro lado quando falam conosco

Ao olhar nos olhos da pessoa com quem conversamos, demonstramos segurança e atenção. Essa atitude será tomada de forma positiva pelo interlocutor. O oposto também acontecerá se baixarmos o olhar ou mudarmos o foco para outro ponto. Isso pode transmitir uma sensação de insegurança ou desinteresse no assunto que está sendo tratado.

Abraçar objetos durante uma conversa pode transmitir uma sensação de timidez ou incômodo
Getty Images

Abraçar objetos durante uma conversa

Se, ao falar com outra pessoa, abraçamos uma pilha de livros, o notebook ou uma pasta, transmitimos uma sensação de timidez ou incômodo. Essa atitude pode ser interpretada como o desejo de se esconder atrás de um objeto. É sempre melhor manter os objetos que temos de lado enquanto falamos à frente de uma plateia.

Olhar para o celular durante uma conversa pode ser visto como uma atitude arrogante
Getty Images

Olhar para o celular

Olhar para o celular durante qualquer tipo de conversa é um forte sinal de que não estamos interessados no que a outra pessoa está dizendo. Também pode ser interpretado como uma atitude arrogante. Sempre é melhor silenciar ou desligar o telefone celular se estivermos em uma conversa importante ou reunião de trabalho.

Uma aparência constantemente descuidada envia uma mensagem negativa a outros profissionais
Getty Images

Vestir-se de forma descuidada

Não há problema em querer parecer "legal" ou "estar na moda", mas, se adotamos uma aparência constantemente descuidada, enviamos uma mensagem negativa às outras pessoas. Ter os cadarços desamarrados, a camisa para fora da calça ou usar cores chamativas pode indicar que somos pessoas desorganizadas. Alguns poderão pensar que simplesmente não nos importamos com a reunião ou que, ainda pior, somos descuidados com o trabalho.

Olhar para cima ou rolar os olhos quando alguém se dirige a nós mandará um sinal claramente negativo
Getty Images

Girar ou rolar os olhos para cima

A linguagem corporal pode ser muito mais poderosa e instantânea do que qualquer palavra que saia de nossas bocas. Olhar para cima ou rolar os olhos quando alguém se dirige a nós é uma forma clássica de enviar sinais negativos. Geralmente, é possível interpretar esses gestos como desinteresse, tédio, cansaço ou exaustão. É melhor não fazer esses movimentos em um bate-papo.

Apertos de mãos fracos podem transmitir desconfiança ou insegurança
Getty Images

Apertar as mãos

"Na maioria dos lugares do mundo, um aperto de mãos nos negócios é a norma e, a partir dele, você descobre se a pessoa é dominante e agressiva ou passiva", afirma Hoppe. Muitas pessoas sabem que um aperto de mãos fraco pode transmitir desconfiança ou insegurança, mas também há outros sinais. Se, durante o ato, usamos a mão livre para agarrar o pulso, o braço ou o ombro da outra pessoa, estaremos demonstrando carinho e confiança. Portanto, em uma entrevista de trabalho ou reunião com alguém desconhecido, é melhor não fazer isso.

Olhar para o relógio fará com que a pessoa que se dirige a nós se sinta desconfortável e apressada
Getty Images

Olhar para o relógio

Olhar para o relógio durante uma conversa passará às outras pessoas a ideia de que estamos com pressa e precisamos ir embora. Além disso, fazê-lo transmite a sensação de que temos algo mais importante para fazer. Em ambos os casos, isso fará com que a pessoa que se dirige a nós se sinta desconfortável e apressada. A melhor opção, durante a conversa, é mantermos a atenção no interlocutor e não olhar para o relógio.

Durante uma conversa, mover o peso do corpo de uma perna para outra pode demonstrar incômodo físico e mental
Ge

Colocar o peso do corpo sobre um pé

Jamais devemos mudar o foco do peso corporal de um pé para o outro durante uma conversa. Geralmente, esse gesto transmite incômodo físico e mental. Além disso, ele pode indicar que queremos terminar a conversa. Especialistas em linguagem corporal recomendam trocar de posição uma vez a cada dois ou três minutos.

Tocar o pescoço ou ajeitar o primeiro botão da camisa transmite insegurança
Getty Images

Tocar o pescoço ou arrumar o primeiro botão da camisa

"Quando nos sentimos vulneráveis, protegemos a área do pescoço", aponta Hoppe. Se estamos em uma conversa de negócios ou uma reunião importante, é melhor não arrumar o primeiro botão da camisa ou sequer tocar essa área do corpo. Esse gesto transmite insegurança e também pode indicar que queremos nos esconder.

É sempre bom distanciar as mãos do rosto durante uma conversa
Getty Images

Tocar o rosto durante uma conversa

Com frequência, tocamos nosso rosto ao conversar com outras pessoas. Especialistas em linguagem corporal recomendam evitar isso. Geralmente, levar a mão até a boca durante uma conversa indica que estamos mentindo. Se tocamos o nariz, os outros podem interpretar que estamos decepcionados com o que ouvimos. É sempre bom distanciar as mãos do rosto quando estivermos conversando.

Levar a mão ao queixo enquanto olhamos para uma pessoa pode indicar que a estamos julgando
Getty Images

Levar a mão ao queixo quando olhamos para alguém

Estudiosos dos gestos asseguram que levar a mão ao queixo enquanto olhamos para uma pessoa é um gesto contraproducente. Essa ação pode indicar que estamos julgando o outro, fazendo-o se sentir incômodo. Além disso, o fará pensar que o que está dizendo não nos convence. Novamente, olhar diretamente para os olhos durante uma conversa é a melhor opção.

Na hora de falar, é sempre melhor manter as mãos longe da cabeça
Getty Images

Coçar a cabeça ou o pescoço

Jamais coce a cabeça ou a nuca durante uma conversa com outras pessoas. Isso indica que você tem dúvidas a respeito do que diz ou que não está seguro acerca das próprias afirmações. Além disso, elas podem interpretar que você está mentindo. Na hora de falar, é sempre melhor manter as mãos longe da cabeça.

Para demonstrar segurança e atenção, devemos nos sentar com as costas retas e a cabeça erguida
Getty Images

Sentar-se incorretamente

Se queremos demonstrar segurança e atenção, devemos nos sentar com as costas retas e a cabeça erguida. Isso fará com que quem se dirige a nós perceba nosso interesse. Uma opção muito negativa é fazê-lo com as costas acorcundadas, as mãos caídas ou segurando a cabeça. Esse tipo de comportamento leva as pessoas a interpretar que estamos entediados ou que a conversa nos causa mal-estar.

Especialistas apontam que sorrisos discretos e de pouca intensidade geralmente demonstram insegurança, falta de confiança ou timidez
Getty Images

Sorriso

Um gesto tão simples como sorrir pode transmitir sensações positivas e negativas aos demais. Pessoas instruídas na linguagem corporal asseguram que os sorrisos discretos e de pouca intensidade geralmente demonstram insegurança, falta de confiança ou timidez. Se formos sorrir, é melhor fazê-lo intensamente, para transmitir segurança, amabilidade e confiança.

Mastigar objetos como lápis, óculos ou canetas transmite desconfiança e insegurança
Getty Images

Mastigar objetos

Além de ser mal visto, mastigar objetos como lápis, óculos ou canetas transmite desconfiança e insegurança. Se estamos em uma reunião de negócios, esses gestos podem estar associados a nossa forma de lidar com o trabalho. Além disso, fazem com que nossas propostas sejam tomadas com cautela.

Pessoas que caminham olhando para baixo e com as mãos nos bolsos transmitem uma sensação de derrota
Getty Images

Caminhar

Outro aspecto a se ter em conta quando estamos em um encontro importante é a forma de caminhar. Pessoas que caminham olhando para baixo e com as mãos nos bolsos transmitem uma sensação de derrota. Alguém preocupado costuma fazê-lo lentamente, com as mãos para trás. É melhor evitar esses detalhes se queremos demonstrar segurança aos demais.

Mover os dedos e os pés constantemente demonstra que você está nervoso
Getty Images

Mover os dedos e os pés constantemente

Em uma entrevista de emprego ou evento social importante, não é bom se mostrar ansioso e nervoso. Mover os dedos das mãos continuamente transmite essas duas sensações, além de refletir nossa inquietude. Bater no chão repetidamente com o peito do pé também é algo negativo e demonstra falta de confiança.

Nunca se deve brincar com objetos ou bater na mesa com os dedos durante uma conversa importante
Martin Poole/Stockbyte/Getty Images

Brincar com objetos

Nunca se deve brincar com objetos ou bater na mesa com os dedos durante uma conversa importante. Isso fará com que as pessoas nos vejam como alguém inseguro. Além disso, a outra pessoa quase certamente se irritará por conta de quão desconcertantes são esses movimentos.

Piscar constantemente pode causar desconfiança
Getty Images

Piscar constantemente

Piscar constantemente durante uma conversa é um gesto que produz impressões negativas. Apesar de tratar-se de um movimento quase automático e praticamente imperceptível, muitas pessoas o consideram grosseiro. Essa é uma ação que costuma inquietar as pessoas que nos escutam, sendo melhor controlá-la. Apesar da maioria das pessoas considerarem-na um ato inconsciente, ela pode levar outros a desconfiar da pessoa que o reproduz.

No ambiente laboral, é aconselhável manter uma aparência bem arrumada
Getty Images

Cuidados pessoais

Os cuidados pessoais também falam por nós mesmos. No ambiente laboral é aconselhável manter uma aparência bem arrumada. Muitos especialistas afirmam que a barba mal cuidada ou com mais de dois dias é mal vista, além das unhas sujas e do cabelo muito grande ou despenteado. As mulheres não devem usar maquiagens muito carregadas ou joias em excesso, que podem causar má impressão nos demais.

Durante uma fala, esticar o colarinho da camiseta com as mãos passará a impressão de incômodo e nervosismo
Getty Images

Esticar ou abrir o colarinho da camisa

Se estamos falando à frente de outras pessoas, um dos piores gestos que podemos fazer é esticar o colarinho da camiseta com as mãos. Quase certamente isso fará com que todos pensem que nos sentimos incômodos e nervosos. Novamente, os especialistas nos relembram que as mãos não devem dominar e que os movimentos excessivamente bruscos não serão bem vistos.

Fazer anotações enquanto alguém conversa conosco causa a sensação de que as ideias transmitidas foram reprovadas
Getty Images

Anotar algo enquanto outra pessoa conversa

Quando estamos escutando uma pessoa que fala diretamente conosco, jamais devemos pegar uma caneta do bolso e fazer anotações. Isso causará a sensação de que as ideias e os conceitos transmitidos foram reprovados e pode coibi-la de expressar opiniões sinceras. Se quisermos anotar algo, devemos fazê-lo quando não mais estivermos nessa situação ou, ainda, quando estivermos sozinhos.

Um dos piores gestos a se fazer frente a outras pessoas é roer as unhas
Getty Images

Roer as unhas e coçar os olhos

Um dos piores gestos a se fazer frente a outras pessoas, especialmente em reuniões de trabalho, é roer as unhas. Isso não fará nada mais do que transmitir insegurança e nervosismo. Se, além disso, decidirmos coçar os olhos com o indicador, faremos com que as dúvidas com respeito ao que dizemos se multipliquem. Pela última vez: as mãos devem ficar longe do rosto em qualquer conversa!