Há alguma forma de reviver uma orquídea?

Escrito por carrie terry | Traduzido por mariana mendonça
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Há alguma forma de reviver uma orquídea?
Aprenda a reviver sua orquídea (Dynamic Graphics/Polka Dot/Getty Images)

Há mais de 25 mil tipos diferentes de orquídeas e a planta ainda está evoluindo. Isto é devido em grande parte a sua popularidade nas casas e jardins em todo o mundo. Essa popularidade tem levado muitas pessoas a uma dedicação à planta por toda vida, o que requer mudar de recipientes e prover cuidados específicos. Esta dedicação às vezes leva as plantas até ao fim da sua vida útil, mas pode também envolver vários anos em que ela parece estar morrendo e reflorindo. Para cuidar de orquídeas e trazê-las de volta quando estão em declínio, é importante dar-lhes o cuidado certo e entender o seu ciclo de vida.

Outras pessoas estão lendo

Criando orquídeas

Se você vai criar orquídeas, você vai precisar satisfazer algumas de seus requisitos específicos. Elas precisam de muita luz (até 12 horas por dia), mas não toleram luz do sol direta. Orquídeas crescem com sucesso em janelas viradas para o norte ou para o sul, que provêm luz indireta do sol, e sob luzes UV artificiais. Elas precisam de temperaturas entre 15 e 26 graus celsius e crescem melhor em calor úmido do que seco. Orquídeas crescem e florescem com pouca água e devem ser regadas somente uma vez por semana, quando seu solo seca. Eles prosperam com fertilizante 10-10-10, aplicado uma vez por mês.

Envasamento da orquídea

As orquídeas necessitam de muita circulação de ar e drenagem em torno de suas raízes, sendo assim, exigem envasamento em solo específico. O solo também deve ser capaz de reter a umidade para apoiar a planta. No entanto, a necessidade de uma orquídea é de ter circulação e não ter água parada, sem secura. Os meios ideais para orquídeas são aparas de madeira, turfa, vermiculita, perlita ou xaxim. Para envasar uma orquídea, encha um pote de 7 a 15 centímetros até a metade com o substrato e, em seguida, estabeleça as raízes da orquídea sobre o solo. Tenha muito cuidado para não quebrá-las ou danificá-las. Coloque mais substrato sobre elas para encher o pote, mas não pressione o solo para baixo para compactá-lo. A orquídea precisa de bolsões de ar em torno de suas raízes para que elas possam "respirar".

Longevidade da orquídea

Se sua orquídea está sofrendo, a primeira resposta é remediar os cuidados que você está dando a ela. Caso você não tenha satisfeito as necessidades da planta, mude seus hábitos de jardinagem. Faça o envasamento da orquídea no substrato certo, usando um vaso maior (ela vai sofrer se não for recolocada em novo solo a cada dois anos ou mais). Mude o seu plano de regagens, para permitir a secagem entre elas (orquídeas sofrem e soltam suas flores se forem regadas demais). Obtenha um fertilizante e alimente a planta uma vez por mês, no máximo; as plantas que estão sofrendo precisam de mais nutrição para voltar à saúde.

As orquídeas passam por um processo de floração muito específico durante a sua vida. Este processo é repetido várias vezes e não significa o nascimento ou a morte da planta, mas sim sua função de re-floração. Durante o verão, as elas produzem um broto, que é longo, estreito e instável. Estes brotos levam às flores da planta, cada um suportando até cinco flores. Os brotos e flores são os únicos no mundo das plantas que podem durar vários meses, se receberem os cuidados corretos. Após o período de floração designado, as pétalas murcham e caem. Durante esta "morte", a flor também encolhe e morre, seguida por algumas das folhas que estavam anexadas ao broto.

Embora esta pareça ser uma saída muito dramática, deixando muitas vezes a orquídea com apenas uma ou duas folhas e algumas raízes, isso na verdade não significa a morte da planta. Ela se trará naturalmente "de volta" a partir de uma re-floração: um novo broto vai aparecer e passar por todo o processo novamente. Para incentivar esta re-floração, coloque-a em uma janela virada para o norte, onde receberá luz indireta apenas, e mantenha sua temperatura em torno de 10 graus. Esta falta de luz e a temperatura fria vão "forçar" um novo rebento a aparecer, e é uma maneira eficaz de trazer de volta uma orquídea durante o inverno.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível