Por que meu bebê vomita após a amamentação?

Escrito por katherine stevens | Traduzido por ronaldo moretti
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
 Por que meu bebê vomita após a amamentação?
Quando o bebê cospe ou vomita após a amamentação pode ser algo muito preocupante (baby image by Diane Stamatelatos from Fotolia.com)

Quando o bebê cospe ou vomita após a amamentação pode ser algo muito preocupante. A determinação da causa é importante para a saúde do bebê e sua paz de espírito. As causas podem variar de simples, pois um bebê normal cospe, até alergias ao refluxo, mas o seu pediatra deve fornecer um diagnóstico.

Outras pessoas estão lendo

Cuspir ou vomitar

Um bebê que cospe pode às vezes parecer ser muito mais do que realmente é. Tome uma colher de chá ou colher de sopa de água e derrame-a sobre sua camisa, sofá ou onde quer que seja o alvo favorito do bebê para ver quanto ou quão pouco isso se compara ao cuspe. Os vômitos geralmente estressam o bebê, e em grandes quantidades exigem esforço corporal. Cuspir normalmente não faz parte das fases do bebê.

Pode ser normal

Cuspir pode ser uma fase totalmente normal de recém-nascidos. Com um sistema digestivo imaturo, fica é fácil para o leite fluir de volta. Às vezes, porém, isso é causado pelo bebê receber muito leite muito rápido. Em um bebê amamentado, isso pode ser devido a um excesso de oferta de leite ou interrupção brusca. Certifique-se de que bebê tenha uma bom sistema para que esteja engolindo uma quantidade mínima de ar e amamente-o sob demanda; refeições pequenas e frequentes são mais fáceis para seu estômago pequeno.

Resolvendo o excesso de oferta e interrupção brusca

Se o bebê está ganhando peso, e produz bastante fraldas sujas para sua idade, e você suspeita que a culpa é do excesso de amamentação, você pode tentar interromper a amamentação. Use apenas um peito por refeição e se depois de uma semana ou duas, você não ver nenhuma melhoria, tente usar a mesma mama duas vezes seguidas antes de trocar os lados. Nunca restrinja a amamentação. Se seu bebê é surpreendido por uma interrupção brusca de leite - tossir, engolir, ofegar, puxar, ou às vezes recusar-se a sugar - você pode tentar posições diferentes de amamentação. Recline-se para que o bebê encontre-se sobre você ou tente deitado um do lado do outro na cama. Você pode também amamentar até que o sinal para parar seja dado, relaxar o bebê e esperar o fluxo rápido abrandar e, em seguida, retomar a amamentação. Faça o bebê arrotar frequentemente e se nada mais funcionar, tente interromper a amamentação também.

Refluxo

Vômitos, às vezes podem ser causados por refluxo gastroesofágico (RGE). Isso só ocorre em uma porcentagem pequena de bebês e só pode ser diagnosticado por um médico. O tratamento geralmente não é necessário para um bebê que não está com dor e esteja ganhando peso normalmente. Às vezes, elevar o bebê sobre uma ligeira inclinação para que sua cabeça fique mais alta do que o estômago é suficiente para remediar o vômito.

Alergias

Uma pequena porcentagem de bebês têm sensibilidades a alimentos na dieta da mãe. É possível diagnosticar essas alergias com a ajuda de um pediatra de amamentação. Os alérgenos mais comuns que causam problemas quando passados através do leite de peito da mãe são leite de vaca, soja, trigo, milho, ovos e amendoim. Você deve considerar toda história familiar de alergias alimentares. Tente dietas de eliminação para determinar o que está afetando o bebê. Duas semanas inteiras de não consumir o alérgeno potencial é necessário, antes de determinar o seu efeito sobre o bebê. Elimine um alimento por vez até que você note mudanças. Fazer um diário de anotações é muito útil para perceber essas mudanças.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível