Câncer de pele em cães

Escrito por marina hanes | Traduzido por giovana moretti
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Câncer de pele em cães
Cães podem ter seis vezes mais tumores do que os gatos (Made available by www.dogcancer.net.)

O câncer de pele ocorre quando o tecido cresce descontroladamente nos folículos capilares, nos tecidos adiposos e conjuntivos, e nas glândulas. Os cães são mais propensos a ter câncer na pele do que em qualquer outro lugar do corpo, e usualmente adquirem a doença entre os seis e 14 anos de idade. Porém, cães podem ter câncer de pele mesmo quando mais jovens. Em comparação com os gatos, os cães têm seis vezes mais tumores, mas geralmente são benignos.

Outras pessoas estão lendo

Sintomas

Dependendo do quão avançado estiver o câncer, seu cachorro pode estar demonstrando qualquer um dos seguintes sinais físicos: perda de apetite, vômito, diarreia, descoloração da pele, fadiga, tosse, inchaço do tecido mamário, feridas ou lesões que não se curam, e nódulos linfáticos maiores. O cachorro pode ter inchaços sob a pele. Às vezes, eles mordem e lesionam esses caroços.

Tipos

Carcinoma de células escamosas é o tipo mais comum de câncer de pele em cães. Esse tipo começa nas células da pele e se espalha para outros órgãos internos. Este câncer é causado por danos causados pelo sol, e a pele do cachorro terá menos pelos do que as outras áreas.

As seguintes raças são afetadas com mais frequência pelo carcinoma de células escamosas: shih tzus, poodles, mastiffs, bassets e bloodhounds.

Mastocitomas geralmente são fatais em cães, pois a aparência deles é semelhante a lesões de pele benignas.

Hemangiosarcoma é quando o cão tem um leve tumor de pele geralmente no fígado ou no baço, mas esse câncer também pode ocorrer na pele. Quando o hemangiosarcoma acontece sobre a pele, é considerado dermal, e quanto acontece embaixo da pele, é subcutâneo. Esse tipo de câncer deixa a pele vermelha ou preta.

Outro tumor leve que seu cachorro possa ter é chamado fibrosarcoma. Esses tumores ocorrem embaixo da pele, e envolvem outros tecidos ao redor.

Identificação

Câncer de pele em cães podem surgir como caroços ou pequenos inchaços sob a pele. Às vezes, a pele fica vermelha, preta ou escamosa. Feridas e outras lesões vão aparecer a cada dia, pois o câncer vai evitar que a pele se cure. Fazer massagens regulares em seu cão pode ajudar a identificar os tumores, bem como quaisquer descolorações ou mudanças na textura da pele.

Prevenção/solução

Verificar a pele do seu cão regularmente para quaisquer anormalidades é o melhor método de prevenção, mas você também pode limitar a exposição dele ao sol. Porém, quando o câncer de pele já está presente, você precisa tratar seu cão o mais rápido possível.

Remoção cirúrgica é o melhor método para tumores, mas pode não dar certo se você estiver lidando com fibrosarcoma.

O último recurso é a radiação e/ou quimioterapia canina. Esses tratamentos são duros em cães, e pode levar um tempo para eles se recuperaram. Métodos de cura alternativos incluem acupuntura e terapia nutricional.

Período de tempo

Tempo é sempre essencial quando você está lidando com câncer em qualquer criatura. Quanto mais rápido você identificar o câncer de pele, mais fácil será para você removê-lo e evitar que se espalhe. Cerca de 50% dos cães sobreviveram ao câncer de pele três meses depois do diagnóstico.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível