O que é um carcinoma in situ de uma célula escamosa?

Escrito por valerie dansereau | Traduzido por carlos augusto santana filho
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que é um carcinoma in situ de uma célula escamosa?
Carcinoma in situ de uma célula escamosa (Duncan Smith/Photodisc/Getty Images)

O carcinoma in situ de uma célula escamosa (CCE in situ), também chamado doença de Bowen, é considerado uma forma de câncer avançado por muitos médicos. No entanto, de acordo com a Skin Cancer Info, alguns o consideram como pré-maligno. Este termo "in situ" indica que é um câncer na superfície da pele, o que significa que a doença invadiu somente a epiderme ou uma camada dela. Esta moléstia pode ocorrer em qualquer parte da superfície da pele, sendo mais comum no tronco, braços e pernas.

Outras pessoas estão lendo

Características

O carcinoma in situ de uma célula escamosa incide tanto em homens quanto em mulheres de quaisquer idades, embora seja raro em crianças. É caracterizado por uma mancha levemente escamosa, e em algumas pessoas, esta área vira uma crosta ou coça, e pode ser confundida com eczema ou psoríase. Uma biópsia geralmente é feita para confirmar o diagnóstico.

Causas

A doença de Bowen é frequentemente decorrente da exposição prolongada aos raios ultravioleta. Também pode acontecer por conta do envelhecimento, e em alguns casos, por ingestão de arsênio. O papilomavírus humano 16 (HPV) pode ser encontrado em muitas pessoas com câncer, então acredita-se que este vírus pode ser um agente também. No entanto, a causa não pode ser determinada.

Sintomas

Os sintomas incluem persistentes manchas vermelhas e escamosidades na pele, com bordas irregulares que podem sangrar. Possivelmente haverão áreas marrom ou rosa com protuberâncias ou feridas abertas, e a pele pode ficar rubra e dolorida. Manchas marrons escuras são vistas nas genitais tanto de homens quanto de mulheres, assim como prurido pode ser sentido. Em alguns casos, não há sintomas além das manchas da pele.

Tratamento

Quando a doença de Bowen está pequena, é tratada por excisão cirúrgica. A microcirurgia, ou Mohs, é o tipo mais preciso nesse caso. Pequenas lesões também podem ser tratadas por curetagem, congelamento com nitrogênio líquido ou radioterapia, e também há a terapia fotodinâmica (PDT), que é o último tratamento autorizado pela Administração de Drogas e Alimentos (FDA). O PDT é um método que queima as células cancerígenas com uma substância que somente elas absorvem, e então é lançada uma luz brilhante que libera toxinas e destrói o tumor.

Considerações

A melhor maneira de reduzir o risco de qualquer tipo de câncer de pele é evitar a exposição prolongada ao sol. Se você já teve a doença de Bowen, terá chance de desenvolver outros tipos de câncer de pele. Faça exames regulares com o dermatologista. Uma pequena porcentagem de carcinoma in situ de uma célula escamosa irá desenvolver um tipo invasivo; as taxas de cura desse tipo de câncer são muito altas, no entanto, se não tratado, poderá entrar em metástase em outras áreas do corpo.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível