Como carregar por sub-resfriamento

Escrito por michael e carpenter | Traduzido por marco magalhães
Como carregar por sub-resfriamento

O método de carga por sub-resfriamento determina se o sistema precisa de mais ou menos refrigerador

Jupiterimages/Comstock/Getty Images

A carga correta de um condicionador de ar requer a quantidade certa de líquido refrigerante a ser colocado no sistema. Ter muito ou pouco refrigerante no sistema resulta em custos maiores, vida útil menor do compressor e eficiência reduzida. Muitos aparelhos de ar condicionado utilizam um sistema de alta eficiência que utiliza valores de expansão de termostatos, ou TXV, os quais necessitam de sub-resfriamento para carregar propriamente o sistema. Se você não está familiarizado com trabalhos com o sistema HVAC, contate um profissional licenciado para checar o nível de refrigerante em seu sistema.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Medidores de pressão HVAC
  • Tabela de conversão pressão — temperatura
  • Termômetro digital

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Ache a temperatura necessária para o sub-resfriamento do sistema de ar condicionado. Essa informação está listada no manual do proprietário e pode também estar localizada na placa de identificação no condensador. A maioria das temperaturas do sistema está entre -12º C e -9º C. Essa é a diferença na temperatura na qual a temperatura do refrigerante deveria estar entre entrar e sair da bobina do condensador. O manual ou a placa de identificação indicarão se o sistema é um condensador R-22, R-410ª ou um R-404ª.

  2. 2

    Posicione os medidores de pressão HVAC na unidade do ar condicionado. Certifique-se de que os medidores estão bem presos e as leituras estão precisas. Pequenos erros podem resultar em cálculos incorretos e inúteis.

  3. 3

    Note a pressão líquida à medida que o líquido entrando no condensador fornece leituras. Muitos mostradores indicarão várias leituras para os R-22, R-410ª ou R-404ª. Certifique-se de que as leituras estão corretas e de acordo com o tipo de condensador que você tem.

  4. 4

    Converta a leitura da pressão em temperatura utilizando a tabela, também conhecida como tabela P/T. Certifique-se de que as leituras de pressão e a tabela de conversão estão de acordo com o tipo de condensador que você tem. Por exemplo, uma leitura de 232 PSIG em um R-22 resulta em uma temperatura de 44 ºC.

  5. 5

    Subtraia o sub-resfriamento requerido pelo o fabricante da leitura da temperatura. Por exemplo, se o sub-resfriamento é -12 ºC e a conversão de pressão foi 44 ºC, o resultado é 32 ºC. Essa é a temperatura que o refrigerante deveria ter a medida que deixa o condensador.

  6. 6

    Prenda um termômetro digital no cano do líquido que deixa o condensador e escreva a leitura. Compare as leituras com a temperatura do "Passo 5". Se as temperaturas baterem dentro de 3 ºC, o sistema está carregado adequadamente.

  7. 7

    Adicione ou remova refrigerante do sistema para carregar adequadamente o sistema. Adicione refrigerante caso a temperatura no "Passo 6" seja muito alta, para trazer a temperatura do líquido para baixo. Remova refrigerante do sistema caso a temperatura esteja muito baixa, para aumentar a temperatura do refrigerante.

Não deixe de ver

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2014 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media