Cassia angustifolia e a perda de peso

Escrito por michelle kerns | Traduzido por noeli p. rubio
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Cassia angustifolia e a perda de peso
Cassia angustifolia atua como um poderoso laxante (Nisian Hughes/Lifesize/Getty Images)

Cassia angustifolia é o nome botânico para a erva nativa da Ásia comumente conhecida como sene. Ela tem sido utilizada durante séculos como tratamento para uma variedade de problemas digestivos. As substâncias contidas na planta são usadas como medicamentos laxantes, e alguns acreditam que ela pode contribuir para a perda de peso. Se tomada como um suplemento dietético ou como um chá, a Cassia angustifolia tem efeitos colaterais sérios. Muitos profissionais de saúde advertem fortemente contra seu uso.

Outras pessoas estão lendo

História

Segundo o site The Viable Herbal Solutions, o sene foi usado pelos ancestrais africanos e asiáticos como laxante, limpador do sistema digestivo, método para diminuir a pressão sanguínea e como um tratamento externo para patologias da pele como micose e acne. De acordo com o site Drugs.com, a erva era a mais importante para os médicos na Arábia a partir dos anos 800s. Ambos os sites indicam que há evidências de que estas culturas antigas utilizaram o sene como um tratamento para a perda de peso.

Aspectos

De acordo com os sites Herb 101 e Drugs.com, a Cassia angustifolia - também conhecida como Fan xia ye, planta de gafanhotos, Alexandrino senna e rajavriksha - é uma planta nativa da Índia, Somália e Arábia, embora também seja cultivada com sucesso no Paquistão. As folhas e vagens da planta contêm os glicosídeos de antraquinona sennoside A e B. Ambos, mas especialmente o sennoside B, funcionam como laxantes fortes. Quando consumidos, os componentes se transformam durante a digestão, estimulando as contrações musculares do intestino e evitando a absorção de fluido intestinal. Segundo relatório da Viable Herbal Solutions, o sene é usado de forma eficaz para tratar a constipação.

Função

As fortes propriedades laxantes da Cassia angustifolia a levaram a ser usada como uma ajuda na perda de peso, e ela está disponível como ingrediente em chás de ervas dietéticas ou na forma de cápsulas. Segundo o site Diet Spotlight, acredita-se que a erva causa perda de peso temporal ao retirar os fluidos, água e resíduos contidos dentro do intestino grosso e do corpo. Segundo o Diet Channel, os defensores da planta afirmam que ela também pode causar uma perda de peso a longo prazo, pois se pensa que um aumento do volume e da frequência dos movimentos intestinais pode diminuir a quantidade de calorias absorvidas pelo colón.

Investigação sobre a perda de peso

O site Diet Channel informa que um estudo feito pela Food and Drug Administration (FDA) determinou que o uso do sene não diminui a quantidade de calorias absorvidas no intestino de maneira que ajude a perder peso. A FDA chegou a esta conclusão depois de determinar que o efeito laxante da erva trabalha principalmente no intestino grosso, não no delgado, que é onde ocorre a maior parte da absorção dos nutrientes. O Diet Spotlight também informa que não existe evidência científica para apoiar as afirmações de que o uso de sene em qualquer forma possa contribuir para a perda de peso a longo prazo.

Considerações

O uso da Cassia angustifolia pode causar náusea, diarreia, enjoos, desidratação, dor abdominal e urina de cor avermelhada. Além disso, o uso frequente da erva pode causar lesão na capacidade de absorção do colón, constipação e potencialmente resultar em uma diminuição, com perigo de vida, das concentrações de minerais como cloro, bicarbonato e potássio no corpo. O Viable Herbal Solutions recomenda que as pessoas com patologias digestivas e as mulheres que estejam grávidas, amamentando ou menstruando evitem o seu uso. Em um artigo no jornal The Washington Post, Robert Saper, MD, desaconselha fortemente o uso de sene para perda de peso devido ao risco de efeitos colaterais potencialmente graves.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível