Causas de manchas marrons em um butiazeiro

Escrito por irum sarfaraz | Traduzido por maria macedo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Causas de manchas marrons em um butiazeiro
Todas as palmeiras estão suscetíveis a uma gama de fungos (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

O butiazeiro (Butia Capitata) é uma palmeira que pode atingir de 4,5 a 6 m de altura, com uma folhagem que vai do verde ao verde-azulado e folhas de 2,5 a 3,8 cm de comprimento. Essa árvore é nativa da América do Sul, crescendo em florestas e pradarias, seu habitat natural. O butiazeiro está entre as palmeiras capazes de resistir ao frio, podendo ser cultivadas em regiões de temperaturas baixas. Entre os problemas que ela pode enfrentar, estão infecções que podem ser causadas por vários fungos, resultando nas manchas marrons.

Causa

Os fungos que causam manchas nas folhas, possuem efeitos similares nas plantas infectadas. Os patógenos foliares mais comuns incluem Cercospora, Bipolaris, Pestalotia, Exserohilum, Stigmina e Pseudocercospora. Os esporos causadores de doenças produzidos por fungos estão espalhados pela água e pelo ar, além de poderem estar em ferramentas, que podem disseminar a doenças para outras árvores.

Hospedeiros

Os fungos de folhas podem infectar todas as espécies de palmeiras, onde cada espécie é mais suscetível a um tipo de fungo. As palmeiras mais jovens são mais propensas a serem infectadas, principalmente nas fases de muda, identificadas por sua folhagem parecida com grama, e as em estados juvenis, com folhagem circular, porém sem tronco.

Sintomas

Os primeiros sintomas das manchas foliares aparecem na forma de pequenas lesões nas folhas da palmeira. Com o avançar da doença, essas manchas assumem tons de marrom, cinza ou amarelo. Geralmente, há uma borda ou halo de outra cor ao redor das manchas. Se não forem controladas, as manchas gradualmente vão crescer e se juntar, cobrindo uma porção maior das folhas. Em casos de infecções severas, a folha inteira pode secar e morrer e, em árvores mais jovens, isso pode ocasionar a morte da própria planta.

Controle

Pode e remova as folhas infectada. Em caso de sintomas mais graves em árvores novas, a planta deve ser destruída para minimizar os riscos de espalhar a doença. Evite a irrigação por aspersão, pois o excesso de umidade favorece o crescimento dos fungos. Cultive as plantas em áreas bem ventiladas e não danifique os vegetais desnecessariamente, caso eles sejam infectados pelos fungos. Mantenha as ervas daninhas sob controle, pois muitas delas são hospedeiras de fungos de palmeiras. Existe a possibilidade de controle de fungos através produtos químicos, que incluem o uso de sprays contendo iprodiona, mancozebe ou clorotalonil.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível