Causas típicas dos cupins

Escrito por contributing writer | Traduzido por daniel tamayo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Causas típicas dos cupins
Cupins (Brand X Pictures/Brand X Pictures/Getty Images)

Casas inteiras podem ser devastadas por cupins. Os cupins se reproduzem rapidamente e podem destruir completamente uma casa se nada for feito. Estima-se que os cupins causem mais danos por ano do que o fogo e as tempestades somados. Porém, você pode prevenir uma infestação de cupins contratando uma empresa de controle de pestes e fortificando sua casa contra os habitats naturais dos cupins.

Outras pessoas estão lendo

De onde vêm os cupins?

Os cupins vêm do solo. Eles se alimentam de celulose, uma fibra vegetal rica em energia, por isso, eles viajam através do solo em busca de alimento.

A causa de uma infestação de cupins

Quando os cupins encontram a fundação de uma casa, eles se alimentam da madeira para entrar nela. Residências que ficam diretamente acima de grandes quantidades de solo são as mais vulneráveis às infestações de cupins.

Como saber se a sua casa tem cupins

Um sinal clássico de uma infestação por cupins é a destruição da madeira. Os cupins se alimentam da madeira porque ela contém grande quantidade de celulose.

Como se livrar dos cupins

Apenas um serviço especializado de controle de pragas pode se livrar dos cupins, pois sua destruição envolve grande quantidades de químicos. Entre em contato com uma empresa que faça esse serviço e use produtos amigáveis ao ambiente, de forma que você não inale químicos perigosos.

Como prevenir uma infestação de cupins

Em primeiro lugar, remova árvores e plantas mortas ao redor de sua casa. Você também deve retirar o solo da fundação da casa e redirecionar o fluxo de água pluvial para longe da fundação fazendo manutenção dos drenos e calhas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível