Como fazer cerâmica pintada e esmaltada para alimentos

Escrito por crystal vogt | Traduzido por ronaldo moretti
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
 Como fazer cerâmica pintada e esmaltada para alimentos
Tintas e esmaltes seguros para alimentos podem ser encontrados em lojas (Jupiterimages/Comstock/Getty Images)

Fazer cerâmica pintada e esmaltada pode ser um passatempo divertido, mas algumas precauções devem ser tomadas durante a criação que será usada para comer e beber. Muitos tipos de esmaltes cerâmicos e tintas são perigosos para o uso em pratos e copos, pois os produtos químicos prejudiciais nessas soluções podem potencialmente contaminar alimentos ou bebidas, que então iriam ser ingeridos por pessoas que usariam os pratos. Isso pode levar à intoxicação e até ser fatal. Como medida de precaução, o informativo sobre cerâmica "Ceramic Arts" (Arte em cerâmica) sugere evitar esmaltes caseiros foscos na cerâmica que estiver em contato com alimentos ou bebidas.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Escolha uma cerâmica livre de fissuras relacionadas ao design, rachaduras acidentais, fendas, cantos e áreas ásperas. A cerâmica com esses elementos pode ser "difícil para ser completamente esmaltada," de acordo com o informativo sobre cerâmica Orton Ceramics. Se você está fazendo sua própria cerâmica à mão, não grave rachaduras artísticas, fendas ou brechas na superfície dos copos, pratos, tigelas ou outros utensílios que serão usados para alimento ou bebida.

  2. 2

    Compre tinta e esmalte para cerâmica que sejam seguros para alimentos, para usar em sua cerâmica. A maioria dos fabricantes de tintas e esmaltes cerâmicos deve informar nos rótulos se esses produtos são seguros ou não para alimentos. Se você não consegue discernir se uma tinta ou esmalte específico são seguros, contate o fabricante. É obrigatório usar tintas e esmaltes seguros para alimentos ácidos como vinagre, suco de tomate e suco de laranja, pois eles podem dissolver certos tipos de esmaltes não seguros para alimentos. Esmaltes seguros, por outro lado, passaram por testes de ácido e são seguros para uso na cerâmica que está em contato com alimentos e bebidas. Evite esmaltes sem chumbo, a menos que eles sejam considerados como seguros para alimentos e evite quaisquer esmaltes que contenham bário, cromo ou lítio.

  3. 3

    Cubra a cerâmica completamente com esmalte seguro para alimentos, garantindo que todo o corpo seja selado no esmalte. Inspecione visualmente a área de superfície do utensílio seguindo o processo para certificar-se de que ele esteja completamente revestido. Se não estiver, repita até que a superfície fique totalmente lacada com esmalte. Faça a pintura com esmalte com a tinta segura para alimentos.

  4. 4

    Coloque a cerâmica no fogo corretamente. Isso inclui a queima do bisque antes de aplicar a tinta e esmalte de alimentos seguros. Se o bisque não for queimado corretamente, "ele pode criar problemas com esmalte e corpo que resultam em fissuras ou defeitos superficiais de esmalte como micro-vazamentos", de acordo com Orton Ceramics. Esses tipos de problemas são inaceitáveis para a cerâmica destinada a alimentos e bebidas. Após a queima de esmalte, o esmalte deve amadurecer corretamente para atender aos padrões de segurança de alimentos.

Dicas & Advertências

  • Como as tintas e esmaltes de cerâmica podem variar, é importante ler todas as instruções antes de esmaltar ou pintar os utensílios.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível