O que faz com que o cobreiro se espalhe?

Escrito por lisa sefcik | Traduzido por mariana dsp
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que faz com que o cobreiro se espalhe?
O cobreiro pode ser muito doloroso (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

De acordo com a Academia Americana de Dermatologia, quase 20% das pessoas que contraem catapora desenvolverão cobreiros em algum momento, também conhecidos como herpes-zóster. O cobreiro pode ser muito dolorido e envolve o aparecimento de erupções em determinadas áreas da pele. Ao lidar com seus próprios sintomas, você também pode se perguntar se a doença é contagiosa. Entender como o cobreiro infecta as pessoas envolve, primeiramente, entender o porquê de a condição aparecer e o que você pode fazer para não expor as pessoas ao seu redor;

Outras pessoas estão lendo

Por que o cobreiro aparece?

O vírus da zóster-varicela é o responsável pelo aparecimento do cobreiro, além de ser o mesmo vírus causador da catapora. Após a recuperação da catapora, o vírus fica encapsulado no sistema nervoso e "hiberna". Em muitos casos, o vírus fica adormecido por muitos anos antes de se reativar, dessa vez, como cobreiro. O fator que leva à reativação do vírus é desconhecido, mas a doença costuma ser mais comum nos idosos e nos imunocomprometidos. Como o vírus é da mesma família do causador da herpes genital, é possível que ele se espalhe para as outra pessoas, mas não da forma como você pensa.

Posso passar cobreiro para alguém?

Não. Lembre-se, o cobreiro é a segunda apresentação do vírus da varicela. Se alguém que você conhece tiver a doença, ela não foi contraída de outra pessoa; esse indivíduo apenas teve catapora em algum momento da vida. Contudo, se você tiver cobreiro, é possível infectar alguém com catapora, especialmente se a erupção for recente. Pessoas que ainda não foram expostas ao vírus da catapora ficam vulneráveis ao vírus encontrado no fluido dentro das bolhas na pele.

Pessoas com catapora podem transmitir cobreiro?

De novo, não. O vírus da catapora só pode ser transmitido a pessoas que nunca foram expostas, e essas contrairão o vírus. A exposição ao vírus não causará cobreiro.

Evitando o contágio

O vírus da catapora não é transmitido pelo ar, então, o fato de estar no mesmo ambiente que outras pessoas não o passará para elas. Contudo, se suas feridas estiverem abertas ou se você tiver sintomas que anunciam o aparecimento do cobreiro, como dor, náusea e febre, você pode transmiti-lo. O vírus é passado através de contato direto. Se a erupção estiver ativa, evite contato físico com outras pessoas, já que não há como saber se elas já tiveram catapora. Crianças estão no grupo de risco.

Vacinação contra cobreiro

Se tiver receio de transmitir o vírus para outras pessoas, você pode tomar a vacina, se já tiver tido catapora. Em 2007, a FDA (agência americana similar à ANVISA) aprovou a Zostavax, uma vacina contra cobreiro para aqueles maiores de 60 anos. Um estudo clínico de três anos mostrou redução de 64% nas ocorrências de cobreiro em 38.000 participantes, com idades entre 60 e 69 anos. Contudo, alguns médicos relutam em dar a vacina a quem já teve cobreiro, pois é raro que a doença recorra. Atualmente, não existem vacinas aprovadas para menores de 60 anos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível