Coisas que já foram encontradas no estômago de tubarões

Escrito por debra pachucki | Traduzido por augusto morgante
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Coisas que já foram encontradas no estômago de tubarões
Nem todos os tubarões são agressivos para se alimentar. Esse tubarão-enfermeiro não representa qualquer ameaça aos seres humanos (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Os tubarões se tornaram notórios por sua má reputação como máquinas irracionais de comer, embora exista mais mito do que verdade nessa afirmação. Ao longo dos anos, os cientistas e os pesquisadores descobriram que os tubarões são criaturas inteligentes que, de maneira geral, escolhem suas presas com cuidado, de acordo com as circunstâncias, com fatores sazonais e com a quantidade de energia necessária para conseguir sua refeição. Muitas espécies de tubarão podem passar dias ou até meses sem se alimentar, mas, às vezes, momentos de desespero exigem medidas também desesperadas. Conteúdos estranhos foram encontrados dentro do estômago de diversos tubarões.

Outras pessoas estão lendo

Tubarões-cabeça-chata

O tubarão-cabeça-chata (também chamado tubarão-touro) é o mais perigoso encontrado nas nossas águas. Ele é responsável por mais ataques a humanos do que qualquer outra espécie de tubarão, devido ao seu alto grau de agressividade e por seu hábito de caçar em águas rasas. O tubarão-cabeça-chata possui o mais alto nível de testosterona entre todos os seres vivos no planeta, e é essa a razão dele ser tão incrivelmente agressivo em relação a outras criaturas. Eles costumam caçar em águas rasas e turvas, onde a visibilidade é baixa, o que justifica as coisas estranhas que já foram encontradas em seu estômago. Dentre tal conteúdo bizarro estão hipopótamos, pés humanos desmembrados e golfinhos. Pedaços de um crânio humano também já foram encontrados no estômago de um tubarão dessa espécie -- um achado estranho, uma vez que ataques de tubarão a seres humanos raramente se direcionam à cabeça.

Tubarões-brancos

O tubarão-branco é a espécie mais infame desse animal, imortalizado na consciência popular por conta do destaque dado a ele no filme "Tubarão". A maioria dos ataques de tubarões-brancos sobre os seres humanos é fatal, devido ao tamanho e força dessas enorme criaturas. Porém, os ataques dessa espécie aos humanos são raros, pois esses animais impressionantes costumam viver e caçar muito longe da parte da água onde as pessoas nadam e brincam. Tubarões-brancos se banqueteiam com uma dieta de focas, carcaças de baleia e tubarões e peixes menores, mas os ataques a seres humanos podem ocorrer quando um deles confunde alguém nadando com sua presa natural. Itens incomuns encontrados no estômago de um tubarão branco incluem peças de bicicletas, latas e pregos, bem como restos de cavalos e elefantes.

Tubarões-tigre

Os tubarões-tigre são uma das poucas espécies conhecidas por experimentar praticamente qualquer coisa que encontrem no oceano, fazendo deles um dos tipos de tubarão mais perigosos aos seres humanos. Considerados como as lixeiras naturais dos mares, os tubarões-tigre são comedores oportunistas que se alimentarão de qualquer coisa que pareça uma refeição, até mesmo objetos e materiais inanimados. Sacolas, rolos de linóleo, placas de carro, porcas e parafusos, fiação de cobre, tubarões menores, tartarugas e restos humanos já foram encontrados dentro do estômago desses animais.

Tubarão-da-groenlândia

Pouco se sabe sobre os hábitos alimentares do tubarão-da-groenlândia devido ao fato dele viver e se alimentar nas profundezas das águas do Ártico. Os cientistas acreditam que a dieta dessa espécie consista principalmente em arenque, linguado, salmão, leões-marinhos, focas e cetáceos. Mas em 2008, cientistas noruegueses fizeram uma descoberta estranha ao examinar o conteúdo do estômago de uma carcaça de tubarão-da-groenlândia. Dentro dele, eles descobriram um pedaço de mandíbula pertencente a um jovem urso polar, levando a questionamentos sobre os hábitos de caça dessa misteriosa espécie. É ainda incerto se o tubarão caçou o urso ou recolheu o seu corpo já morto, mas a descoberta causou perplexidade a cientistas de todo o mundo. Restos de caribu, uma espécie de rena que habita em terra, também já foram encontrados nos estômagos de tubarões-da-groenlândia, e acredita-se que ou elas tiveram suas carcaças recolhidas pelo tubarão, ou foram atacados por ele enquanto nadavam.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível