Cólica espasmódica em cavalos

Escrito por ashley lorelle | Traduzido por giovana moretti
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Cólica espasmódica em cavalos
A cólica espasmódica é o tipo mais comum de cólica em cavalos (horse image by Penny Williams from Fotolia.com)

Cólica é um termo geral para dores abdominais em cavalos e é a principal causa de morte entre os equinos. A cólica espasmódica é o tipo mais comum de cólica nesses animais e é uma das mais brandas. Como resultado, é também uma das mais fáceis para tratar. Suas causas primárias são a superexcitação e mudanças na rotina. Isso difere dos outros tipos, que podem ser causados por acúmulo de gases ou areia ou outro impacto no intestino.

Outras pessoas estão lendo

Causas

A cólica espasmódica pode ser resultado de mudanças repentinas na alimentação, alimentação irregular, falta de água, excesso de grãos na dieta e manutenção geral precária do celeiro. Se um cavalo trabalha ou se exercita muito, ele também pode sofrer dessa cólica, especialmente quando a superexcitação é combinada a hábitos alimentares precários. Os cavalos devem ser alimentados em uma rotina constante, ter acesso a água em abundância e acesso limitado a grãos e grama.

Sintomas

Os sintomas da cólica espasmódica podem ser suaves e, portanto, difíceis de detectar. Cavalos que estejam sofrendo dessa condição devem demonstrar sinais de desconforto ou angústia com frequência. Eles podem morder os flancos, rolar, levantar e deitar frequentemente e bater os cascos no chão, além de sofrer de perda de apetite, suor frequente e aumento da taxa cardíaca e temperatura do sangue. Se seu cavalo estiver exibindo qualquer um desses sinais, é importante entrar em contato com um veterinário imediatamente.

Diagnóstico

Os veterinários geralmente conseguem diagnosticar se um cavalo está sofrendo de cólica espasmódica ao conduzir um exame simples. É preciso verificar a taxa cardíaca e as gengivas do cavalo para determinar qualquer estresse cardiovascular que o animal possa ter. Além disso, o veterinário também deve conduzir um exame abdominal e retal para determinar a severidade da cólica. Em alguns casos, exames de sangue laboratoriais, ultrassons ou raios-X podem ser necessários.

Tratamento

Se um cavalo estiver exibindo sintomas de cólica espasmódica, ele não deve comer. Se ele estiver irritado e frequentemente se deitando e levantando, caminhar com ele pode ajudar a aliviar a pressão abdominal. Um veterinário pode prescrever um analgésico para a dor, como o Banamine. Dependendo da severidade da cólica, o veterinário pode limpar os intestinos do cavalo com óleo mineral, água morna ou lubrificantes.

Prevenção/solução

A cólica espasmódica é prevenida ao seguir uma rotina de alimentação estrita. Os cavalos devem ser alimentados em pequenas quantidades frequentemente e nunca consumir grãos ou feno em excesso de uma vez. Fornecer uma alimentação de alta qualidade também pode ajudar a prevenir a cólica espasmódica. Os cavalos devem se exercitar regulamente e ter acesso a água em abundância. Quaisquer mudanças na dieta ou rotina devem ser feitas gradualmente.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível