Tratamento da cólica em cavalos

Escrito por linda koeniguer | Traduzido por angela spada
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tratamento da cólica em cavalos
Um cavalo saudável e feliz pode ser o seu melhor amigo (Horse image by Dusi from Fotolia.com)

Os tratamentos da cólica em um equino variam conforme o seu tipo. Não é uma doença por si só. Em outras palavras, a cólica é uma dor abdominal independentemente da espécie do paciente. No entanto, o que normalmente é um problema menor em um ser humano, torna-se consideravelmente mais sério em um animal que não consegue arrotar ou vomitar. Em vista da natureza de sua fisiologia, o seu cavalo não pode fazer nem uma coisa ou outra. Quando ele tem uma dor abdominal, a falta de ação pode lhe custar a vida. Segundo a edição de janeiro de 2010 da revista americana "Horse & Rider", a cólica é a causa primária de morte em equinos.

Outras pessoas estão lendo

Tipos

Há vários tipos de cólica digestiva. A disfunção intestinal é a mais comum. Isto ocorre quando algo no sistema digestório impede o seu funcionamento normal. O tipo mais frequente dessa disfunção ocorre quando há um bloqueio do trato intestinal por acúmulo de areia, alimento não digerido, excesso de gases ou qualquer combinação desses elementos. Isto é chamado de cólica da impactação. Como o sistema digestório do equino só funciona em uma direção -- da frente para trás -- o animal deve evacuar seja o que for que esteja lhe causando o problema.

Outro tipo de cólica se dá quando ocorre um acidente ao sistema digestório por lesão, dano interno (como hérnia ou ruptura), estrangulamento ou torção de tumores no intestino do animal. A torção intestinal no equino é referida como cólica do deslocamento, pois uma parte de seu trato intestinal não se encontra no lugar normal.

O terceiro principal tipo de cólica inclui inflamações, infecções virais ou bacterianas ou envenenamento.

Tratamento da cólica em cavalos
Um cavalo com cólica só sabe que doi, mas não sabe por que doi (horse on green pasture image by Calin Tatu from Fotolia.com)

Causas

A cólica da impactação, seja por alimentação, gás ou areia, normalmente é causada por programas alimentares impróprios ou irregulares, excesso de comida, alterações súbitas de alimentos ou do clima, clima muito frio, má alimentação, excesso de grãos seguido imediatamente de água, forragem insuficiente, excesso de pastagem cansativa ou a ingestão de água muito fria logo após um exercício vigoroso. A cólica do deslocamento também pode ser rastreada até essas causas, já que o intestino pode ser empurrado de seu lugar por distensão causada por gás ou impactação.

Parasitas intestinais, bem como infecções virais ou bacterianas, são outra causa primária de cólica. Vermes do sangue e nematelmintos também podem causar grave dano ao trato intestinal, resultando em impactações.

O estrangulamento de um tumor é um tipo de cólica de deslocamento que ocorre quando uma parte do intestino é capturada na porção errada da cavidade abdominal do equino, interrompendo assim a circulação e causando impactação. Como o intestino do animal tem cerca de 30,5 metros de extensão, não é preciso muito para ser empurrado fora da posição normal. Gás ou impactações fecais podem contribuir para isso, bem como infecções parasitárias.

Tratamento da cólica em cavalos
Impactações por areia ou má alimentação podem causar cólica (horse image by Katarzyna Szura from Fotolia.com)

Sintomas

A gravidade dos sintomas de cólica podem variar de leves a extremamente violentos. O animal que mostre sintomas leves de desconforto deve ser cuidado logo para impedir a escalada da afecção para um nível perigoso. Os sinais observados com mais frequência na cólica são: falta de apetite; virar a cabeça para o flanco ou mordiscar ou escoicear a barriga; enrolar o lábio superior repetidamente; bater as patas ou escarvar o chão mais do que o normal; deitar mais do que o normal; levantar e estender a pata como se fosse urinar, mas sem fazê-lo; rolar, levantar e deitar-se repetidas vezes; gemer e se debater; suar; não conseguir defecar; ausência de sons intestinais; descolorações das gengivas e súbita mudança de atitude ou depressão. Se você observar qualquer desses comportamentos em seu cavalo, chame o veterinário imediatamente.

Tratamento da cólica em cavalos
Rolar, debater-se ou morder a barriga podem ser sinais de que seu cavalo está com cólica (horses image by Marek Kosmal from Fotolia.com)

Tratamento veterinário

A primeira ação de seu veterinário será examinar o seu cavalo para determinar o tipo de cólica que está lidando. Dará uma medicação para aliviar a dor, especialmente se o animal for violento. Um exame retal revelará bloqueios e lhe dará um ponto de partida. Poderá introduzir delicadamente uma sonda no estômago do equino através de sua narina para aliviar gases ou administrar um relaxante muscular intestinal ou laxante, como o óleo mineral. Além disso, poderá obter amostras de sangue para fazer a triagem de parasitas, venenos ou quaisquer outras anormalidades.

Se as medidas preliminares não aliviarem a afecção do animal, o veterinário poderá decidir que o equino seja levado a um hospital para exames adicionais e possível cirurgia. Esta cirurgia pode envolver o reposicionamento de uma seção intestinal deslocada, endireitamento de uma torção ou remoção de fezes impactadas, areia ou matéria fecal que o cavalo não esteja conseguindo evacuar. Pode ser necessário que o cirurgião remova as seções danificadas do intestino e una novamente suas extremidades. Em casos muito raros, a torção intestinal é inoperável devido à sua localização, e a vida do animal não poderá ser salva. Se for este o caso, o cirurgião recomendará que se realize a eutanásia do animal. No entanto, a maioria dos equinos tratados de cólica se recuperam com poucos ou nenhum efeito colateral, e muitas vezes sem hospitalização.

Tratamento da cólica em cavalos
Saber que o seu cavalo está bem é a chave para detectar mudanças em seu comportamento (horse image by Monika Olszewska from Fotolia.com)

Tratamento caseiro

Enquanto aguarda a chegada de seu veterinário, observe cuidadosamente o comportamento e os sintomas de seu cavalo, notando quaisquer alterações. Caso veja o início de uma crise, observe a duração e a gravidade. O que o animal fazia naquele momento?

Se for possível a aproximação e o manuseio seguro de seu cavalo, você poderá fazer algumas coisas para aliviar seu desconforto. Andar com ele por cerca de dez minutos, ou então tente distraí-lo, mas tomando o cuidado para não cansá-lo. Desde que não esteja se debatendo ou tentando rolar, ele poderá deitar-se quietamente e repousar.

Se você souber como e puder manusear com segurança o animal, tente obter os sinais vitais dele. Mas não lhe dê qualquer alimento, água ou medicação sem instruções do veterinário.

Se a dor do equino for muito intensa e ele for violento, há pouco a fazer. Não tente se aproximar dele, principalmente se estiver rolando ou se debatendo. Ele não é seguro e você pode ser facilmente mordido, escoiceado, pisoteado ou ficar preso embaixo dele.

Tudo o que você tem a fazer nesse caso é monitorar o equino de uma distância segura, observando tudo o que ocorrer, esperar pelo veterinário e deixar que ele faça o trabalho.

Tratamento da cólica em cavalos
Andar como o cavalo pode aliviar a cólica leve (race horse being walked image by Clarence Alford from Fotolia.com)

Prevenção

Há muitas coisa que o proprietário de um equino pode fazer para minimizar as chances de cólica. Proporcionar muita rotatividade e acesso à água fresca, fornecer alimento de qualidade e evitar o excesso de pastagem em áreas exauridas são importantes pontos de partida. Siga um programa consistente para controlar os parasitas internos. Seja consistente nos programas alimentares e de exercícios de seu cavalo, e evite as mudanças súbitas. Introduza gradualmente os novos alimentos, e descarte qualquer feno ou grão mofado ou embolorado. Alimente-o com feno e água antes de lhe dar grãos, e certifique-se de que pelo menos 60% de sua energia digerível provém do feno ou grama. Não ofereça alimento ou água ao animal após uma sessão de trabalho até que ele esfrie, nem o deixe beber água que esteja extremamente fria. No tempo frio, cubra o animal para evitar o congelamento, especialmente após uma sessão de trabalho.

O conhecimento sobre o seu cavalo é a chave para detectar seus sintomas de cólica. Se normalmente o animal se alimenta bem e perder o interesse pelo alimento, se ele costuma ficar em pé, andando aqui e ali, mas você observar que ele se deita continuamente, suspeite de cólica. Você é o melhor amigo de seu cavalo e a única fonte de ajuda nos momentos difíceis. Quanto mais conhecer seu animal, mais preparado estará para ajudá-lo quando ele precisar de você.

Tratamento da cólica em cavalos
Com cuidado, amor e atenção você fará de seu cavalo um amigo para toda a vida (Beautiful Brown Horse In a Pasture image by Chuck Alexander from Fotolia.com)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível