Como compor uma canção instrumental com verso, refrão e ponte, em inglês

Escrito por contributing writer | Traduzido por vicente neto
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

A forma verso/refrão/ponte é uma estrutura comum na música, especialmente em canções populares. Uma simples, porém efetivo, uso dessa forma, é a canção da banda Plain White T, "Hey there Delilah". (Os primeiros dois links nos recursos fornece uma apresentação dessa canção e uma cópia da letra para referência). Cada verso começa com as palavras "Hey there Delilah" e, como é frequente, a parte do verso da melodia é repetida antes do refrão. Depois vem o refrão, que é construído em cima de nada mais do que palavras "Oh, it´s what you do to me." Então, após essa parte ter se repetido duas vezes, existe uma ponte que começa com as palavras "A thousand miles," seguidas por outro verso (com apenas uma instrução da melodia desta vez) e o refrão novamente. Esta é uma fórmula que você ouvirá repetidas vezes, mas, como esta canção prova, ela pode ainda ser muito poderosa quando bem feita. Ok, mas e se você desejar escrever uma canção instrumental em vez de uma canção com letra? A boa notícia é que poderá seguir essa mesma estrutura e usar essencialmente as mesmas técnicas que poderia usar para escrever uma canção com letras -- você apenas não terá nenhuma palavra para trabalhar. Ou terá? Chegaremos lá mais tarde, mas, primeiro, vamos dar uma olhada em uma abordagem geral que pode ser usada para escrever uma canção, tendo em mente que não há uma maneira correta de compor música.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

Instruções

    Como escrever uma canção instrumental com verso, refrão e ponte

  1. 1

    Começe com o refrão, a menos que você já tenha tido a ideia do resto da composição. O refrão é geralmente o que mais pega, a seção mais memorável. Por essa razão, faz sentido escrevê-la primeiro. Faça o refrão mais atrativo, tente criar frases curtas e inclua uma quantidade considerável de repetições. Além disso, o refrão normalmente tem algumas das notas mais altas. (Note como o tom, junto à intensidade emocional, pula para um tom mais alto no refrão de "Hey There Delilah"). Outra dica é escrever o refrão baseado em uma célula. Uma célula é um pequeno grupo de notas -- três, quatro ou talvez cinco -- que são usadas exclusivamente ou, pelo menos, principalmente. Por exemplo, se você estiver escrevendo no tom de Dó maior, deverá usar as notas, Dó, Ré, Fá e Lá. Ironicamente, restringindo suas escolhas desse jeito, tende a estimular a criatividade.

  2. 2

    Escreva a melodia para ser usada no verso. Tenha em mente que o verso deve contrastar com o refrão e ainda precisa ser compatível com ele. Um jeito de fazer isso é escolher uma célula diferente para usar, além de uma que tenha notas em comuns com a célula do refrão. O ritmo também deve contrastar; é especificamente apropriado que o verso comece com notas mais curtas e o refrão comece com notas mais longas, deixando mais ênfase. (Note essa técnica em "Hey There Delilah"). Muitas vezes é eficaz, particularmente em música instrumental, adicionar um pré-refrão ou "uma subida" para fazer uma transição do verso para o refrão. É uma frase muito curta, talvez um par de compassos, e que literalmente sobe de tonalidade para atingir o patamar emocional do refrão.

  3. 3

    Escreva a ponte, que oferece ainda mais contraste -- você pode até modular para um tom diferente. De fato, em alguns casos, a ponte simplesmente repete a mesma melodia que o verso ou o refrão em uma diferente tonalidade (e usualmente em um to mais alto). Oito compassos é a distância típica para uma ponte, e portanto, é normalmente conhecida como "meio de oito". Note que em "Hey there Delilah", é a ponte, no lugar do refrão, que contém as notas mais altas da canção. Isso é muito eficaz, criando tensão para ser resolvida no verso que se segue.

  4. 4

    Interfira na sequência exata desejada uma vez que tenha os blocos determinados. Em vez de ter colocado o verso duas vezes nas primeiras duas vezes e, em seguida, apenas uma vez, você pode querer colocá-lo duas vezes a primeira vez, e só uma vez o segundo duas vezes. Em vez de repetir ambos os versos e refrão depois da ponte, repita só o refrão. Para uma música longa, considere duas pontes.

Dicas & Advertências

  • Mas, o fato de você não está escrevendo uma canção com letras não significa que não possa usar palavras para ajudá-lo a fazer a música. Tente escrever "letras manequim" para começar. Letras manequim são letras de teste que ajudam a dar forma à música, podendo ser descartadas depois. Muitos compositores utilizam esses recursos (na canção "Yesterday" de Paul McCartney, começou com "ovos mexidos"), e não há razão pela qual um compositor instrumentista não possa fazer também. Letras manequim não tem que ser apropriado para qualquer coisa, e elas não têm que fazer sentido. A sua função é apenas para servir como espelho para seu desenvolvimento.
  • Há uma grande quantidade de repetição na música e especialmente na música popular. É uma faca de dois gumes; de um lado, a repetição é reconfortante para os ouvintes, mas, por outro lado, pode se tornar monótona se for exagerada. Então, quando você repete uma seção melódica, atribua-lhe pelo menos alguma variação sutil, mesmo que seja apenas na instrumentação.
  • Existem muitos bons livros sobre composição que você deve ler se tiver interesse em compor. Um dos melhores, especialmente para iniciantes, é "Compondo música: Uma nova abordagem", de William Russo. Há alguns software baratos e excelentes de notação musical disponíveis nos dias de hoje, incluindo o criador musical da Cakewalk (ver Recursos), que é muito amigo dos iniciantes.
  • Cuidado com a "Tirania de quatro". Quatro é o número dominante na música; a maioria das composições são em quatro por quatro, e a maioria das frases são quatro compassos ou multiplus dele. E assim por diante. É inevitável, mas de alguma forma isso pode se tornar previsível e chato. Então, assim que você tiver uma pequena experiência em compor, trabalhe em algumas variações para dar um tempero. Escolha um compasso diferente (escute "Money" do Pink Floyd para ouvir o quão atraente um compasso pouco comum como o cinco por quatro pode soar) ou varie os comprimentos de suas frases musicais.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível