Como compreender receitas oftalmológicas

Escrito por terri j. morgan | Traduzido por aline ferreira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como compreender receitas oftalmológicas
Entender a receita oftalmológica antes de comprar os óculos é importante (eyesight image by JASON WINTER from Fotolia.com)

Após um exame ocular, o oftalmologista normalmente prescreve uma receita para óculos ou lentes de contato. Entender essas prescrições pode parecer uma tarefa assustadora para a maioria das pessoas. No entanto, conhecendo algumas das abreviações e números usados pelo oftalmologista, compreendê-las pode se tornar mais fácil. Logo você estará lendo uma receita oftalmológica como um profissional e entendendo exatamente o que os números indicam.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

Instruções

    Entendendo as abreviações das receitas

  1. 1

    Veja as abreviações OS e OD. OS significa "oculus sinister", latim para "olho esquerdo". OD é a abreviação do latim "oculus dextrus", ou seja, olho direito. Em alguns casos, a notação OU será incluída na prescrição. OU, que significa "ocular ultrique", se refere a algo que envolva os dois olhos.

  2. 2

    Observe os números na receita. Quanto mais distante de zero o número for, pior é a visão e, portanto, maior a correção necessária. Se o número for acompanhado de um sinal positivo, a condição diagnosticada é hipermetropia — ou seja, problemas para enxergar de perto. Se o número for acompanhado de um sinal negativo, o diagnóstico é de miopia — dificuldade para enxergar à distância. Os números representam dioptrias, a unidade usada para medir a correção requerida. Frequentemente, a dioptria é representada pela letra "D", sempre maiúscula.

  3. 3

    De acordo com a prescrição, descubra qual o problema de visão do paciente. Se você vir a notação "-1,00", o paciente possui 1 D de miopia. Essa não é uma prescrição extrema. Se a prescrição for de "-4,25", o grau de correção é de 4,25 D, também em miopia. A segunda receita pode requerer uma lente mais grossa do que a primeira. Da mesma forma, "+1,00" seria um grau pequeno de hipermetropia e, "+5", um grau bem mais forte.

  4. 4

    Entenda que algumas pessoas não têm nem miopia, nem hipermetropia. Se o problema for astigmatismo, a prescrição será diferente. Haverá três números nessas prescrições, escritos no padrão S x C x Eixo. A porção esférica da receita é notada pela letra S e mostra o grau de miopia ou de hipermetropia. A letra C se refere ao cilindro de astigmatismo e pode ser um número positivo ou negativo. O cilindro mede o grau de astigmatismo em dioptrias. Um número maior indica um maior grau de astigmatismo. O eixo será um valor entre 0º e 180º. Ele representa a orientação do astigmatismo, ou seja, onde a divergência de curvatura está.

Dicas & Advertências

  • Prescrições para quem têm astigmatismo são escritas da seguinte forma:
  • -2,50 +1,00 x 120
  • +2,50 +2,00 x 45
  • Na primeira prescrição, a pessoa tem 2,5 D de miopia e 1,0 D de astigmatismo em um eixo de 120º.
  • Na segunda receita, o indivíduo tem 2,5 D de hipermetropia e 2 D de astigmatismo e um eixo de 45º.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível