Compressas quentes e frias

Escrito por jonae fredericks Google | Traduzido por kelly isayama
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Compressas quentes e frias
Gelo pode ser usado para compressão gelada

Um compressa quente ou fria pode ajudar a aliviar a dor, mas é importante saber qual o tipo é melhor para qual dor. Compressas nem sempre são intercambiáveis e usar o tipo errado em uma lesão pode se mais prejudicial que benéfico.

Outras pessoas estão lendo

O que é uma compressa?

Compressas quentes e frias podem ser compradas em lojas ou feitas em casa, sendo que a escolha é apenas uma questão de conveniência. De acordo com as empresas de seguro EMC, compressas frias podem variar desde pacotes de gel que são colocados no freezer, até gelo embrulhado em panos limpos ou pacotes de legumes congelados. Compressas quentes geralmente consistem em bolsas de aquecimento, garrafas de água quente e pacotes de gel de microondas.

A compressa quente

Uma compressa quente é recomendada para problemas crônicos, como torcicolos, cólicas e dor de artrite. De acordo com o Centro Médico da Universidade de Rochester, uma compressa quente fornece "terapia de aquecimento", que ajuda a reduzir espasmos musculares e é aplicada na frequência necessária. Porém, a terapia de aquecimento é apenas aplicada na área afetada por curtos períodos de tempo, geralmente por não mais que 20 minutos.

A compressa fria

O UW Health explica que a compressa fria é indicada após uma lesão no tecido mole recente que tenha ocorrido. Uma lesão nesse tipo de tecido pode consistir em uma torção, distensão de ligamento ou um músculo estirado. O uso de uma compressa gelada em lesões é conhecido como "terapia de compressão fria", onde envolve-se a parte lesionada em uma compressa fria a cada duas horas, por pelo menos 20 minutos.

Duas compressas, uma lesão

Às vezes é necessário usar tanto a compressa quente como a fria em uma lesão de tecido mole. O mais importante a se lembrar sobre qualquer ferimento nesse tipo de tecido é que, para que ele se cure completamente, o inchaço deve ser reduzido. De acordo com o site Blue Healer.com é aí que a compressão fria entra. Essa compressa associada com a elevação (coloque a área afetada sobre um travesseiro macio) ajudarão a reduzir a dor e a inflamação associadas com as lesões de tecido mole. Por isso, essas duas técnicas devem ser utilizadas nas primeiras 72 horas após o ocorrido. Uma compressa quente é então aplicada depois de 72 horas (apenas se o inchaço tiver reduzido) para promover a circulação sanguínea e induzir a cura apropriada.

Advertências sobre compressas frias e quentes

É importante observar que a compressão quente e a fria nunca devem ser usadas em feridas abertas, nem em pessoas com problemas circulatórios sem o consentimento de um médico. Bolsas de água quente nunca devem ser usadas em temperaturas muito elevadas, mesmo com o nome que recebem. Uma bolsa morna ao toque é suficiente. Também é importante lembrar que não se deve cair no sono enquanto uma compressa estiver sendo utilizada, já que sérias queimaduras podem ocorrer. O site WholeHealthMD.com alerta que as compressas quentes e frias nunca devem ser aplicadas diretamente na pele. Um médico deve ser notificado se o inchaço persistir ou se não houver sinais de redução da inflamação após 72 horas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível