Consertando freios que rangem

Escrito por jody l. campbell | Traduzido por eduardo gama
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Consertando freios que rangem
Verifique as pastilhas e sapatas quando detectar ruídos ao acionar o freio (Jupiterimages/Comstock/Getty Images)

Rangidos nos freios são mais comumente causados por calor e vibração. A pinça, pastilhas e discos são presos ao veículo, mas o peso e a demanda de força de frenagem podem estressar as partes móveis do sistema de freios. O material de atrito da pastilha entra em contato com a superfície lisa do disco ou tambor, criando calor. Existem muitas outras variáveis que geram ruídos nos freios dianteiros e traseiros.

Outras pessoas estão lendo

Freios a disco apitando

Os freios a disco operam com pinças que pressionam as pastilhas em ambos os lados do disco posicionado verticalmente. O disco gira com a velocidade da roda em movimento. Para diminuir a velocidade do veículo, a pressão hidráulica expande o pistão dentro da pinça por demanda, que pressiona as pastilhas contra o disco. O material de atrito das pastilhas normalmente é feito de metal e flocos de bronze. Esse composto pode ser o culpado do ruído no freio dianteiro.

Freios dianteiros acomodam de 75 % a 80 % da capacidade de frenagem dos veículos. Eles trabalham mais do que os freios traseiros e criam um ambiente mais hostil para o sistema de freios.

Lubrificantes feitos para permitir o livre movimento dos componentes no sistema de freio dianteiro podem sair ou desgastar com a exposição regular.

Ruídos comuns no sistema de freios a disco são causados por pastilhas quebradas ou gastas, comprometendo a superfície do disco ou rotor, lâminas secas ou corroídas, pastilhas arrastando ou soltas. Sensores de desgaste que são aplicados na parte traseira da pastilha também produzem o apito ou ruído. Esses sensores informam ao motorista que as pastilhas precisam de atenção ou troca. Embora sejam simples guias de metal na maioria dos casos, esses sensores podem variar em ruído com diferentes cenários. Em alguns veículos, as guias irão raspar na superfície do disco, produzindo um ruído até que os freios sejam acionados e só desaparecendo quando eles forem liberados. Outras aplicações produzem ruído apenas quando os freios são acionados.

Lubrificar todos os componentes, trocar as presilhas e ter certeza que os calços de teflon estão no lugar e as pastilhas encaixadas corretamente, irão eliminar o ruído dos discos.

Freios a tambor apitando

Freios a tambor trabalham com um sistema fechado, ao contrário dos discos de freio. Na maioria dos casos, os tambores ficam com poeira de freio enquanto o material que está causando o atrito desgasta conforme é utilizado nas sapatas. O pó acumula e fica preso entre a superfície das sapatas e os tambores. Remover os tambores e eliminar o pó é uma solução, até o pó se acumular novamente.

Aplicar lubrificante por baixo das sapatas que entram em contato com a parede do tambor também previne ruídos. A placa interna do tambor é feita de um material liso, e as guias das sapatas são feitas de um aço endurecido. Essas duas superfícies entram em contato quando as sapatas são acionadas sob demanda.

Molas gastas e outros componentes podem comprometer o sistema traseiro de tambores e contribuir para o ruído.

Cilindros de roda com vazamento ou selos de eixo estourados podem contaminar os tambores traseiros. Embora uma troca completa do jogo de sapata seja necessária em adição à troca do cilindro ou selo, este cenário é mais raro de acontecer. A lubrificação do fluído de freio ou eixo ajuda a prevenir o ruído. Por outro lado, isso faz as outras rodas trabalharem mais e pode causar o desgaste prematuro.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível