Convulsões em cavalos

Escrito por amy m. armstrong | Traduzido por giovana moretti
Convulsões em cavalos
A convulsão em cavalos é incomum, mas perigosa (Bay Horse image by FreeReinDesigns from Fotolia.com)

Embora rara, quando uma convulsão acomete um cavalo, a situação pode se tornar altamente perigosa. Os cavalos são animais grandes e fortes, e quando seu sistema nervoso não está funcionando adequadamente, um amigo gentil pode se tornar um animal desorientado sob quatro patas e com um forte instinto de luta ou fuga. Cavalos com históricos de convulsões não devem ser montados nem mantidos em locais fechados com outros animais. Aprender mais sobre essa condição vai ajudar o dono a tomar as decisões certas quanto ao tratamento.

Sintomas

Um cavalo que esteja sofrendo uma convulsão provavelmente estará deitado no chão com as pernas para o ar, como se estivesse tentando correr. Se ele ainda estiver em pé, demonstrará sinais de ansiedade e possivelmente vai acabar no chão devido à desorientação. Os olhos se revertem e não ficam focados, o pescoço fica tenso e a mandíbula presa. Além disso, o animal terá dificuldade em respirar e provavelmente vai urinar e defecar descontroladamente.

Causas

Pesquisadores veterinários estão começando a entender melhor as causas exatas de convulsões em cavalos. Semelhante à convulsão humana, os pesquisadores acreditam que a causa sejam descargas elétricas anormais no cérebro. Essa condição costuma ser ligada à presença de outro problema médico causado por trauma, uma infecção, exposição tóxica, falta de nutrição apropriada ou doença no fígado.

Tipos

Existem dois tipos de convulsões em cavalos. A primeira é uma convulsão parcial na qual apenas uma porção do córtex cerebral é afetado, geralmente causando espasmos limitados na face ou pernas, ou mastigação descontrolada. Uma convulsão generalizada envolve o córtex inteiro do cérebro que está recebendo sinais anormais. Este é o tipo mais comum em cavalos, e dura de 5 a 60 segundos.

O que fazer

Apenas tratadores de cavalos altamente experientes devem estar em contato direto com o animal quando ele estiver sofrendo uma convulsão. Devido aos movimentos descontrolados dos membros e às mudanças na atitude do cavalo, mesmo um equino que seja normalmente calmo pode ser muito perigoso. É melhor dar espaço ao animal e manter os outros longe dele até que a convulsão passe. Depois, ligue para o veterinário.

Tratamento

Como as convulsões são difíceis de prever, é muito provável que o veterinário não esteja presente no momento em que uma ocorrer. Infelizmente, isso significa que um padrão de convulsão pode precisar ser estabilizado enquanto o veterinário avalia o histórico do cavalo e faz exames médicos. Se a causa for uma infecção, um curso de antibióticos pode curar o problema. Em alguns cavalos, causas subjacentes nunca são especificamente determinadas e o dono pode decidir pela eutanásia do animal para proteger os outros cavalos e tratadores, e também para encerrar o sofrimento dele.

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível