Porque o cachorro está se contorcendo?

Escrito por dan harkins | Traduzido por gabriel medinat
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Porque o cachorro está se contorcendo?
Veterinários vão querer saber quando as contrações ocorreram (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

As contrações do seu cão podem ser inofensivas, ou um sinal de problema físico. Aprender a variedade de coisas que podem estar afligindo o animal vai ajudá-lo a decidir quando não se preocupar e quando procurar um veterinário rapidamente. Se o episódio passar e não ocorrer novamente, você pode ficar mais tranquilo, porém se a contração muscular persistir, leve o animal a uma assistência médica veterinária a fim de que receba o tratamento que necessita.

Outras pessoas estão lendo

Sinais comuns

Um cão, muitas vezes se contorce duranteo sono, especialmente durante os sonhos excitantes ou assustadores. Pode estar frio onde o animal de estimação descansa, e essas contrações musculares seriam apenas arrepios instintivos para afastar o frio. Dê um cobertor ao cão, aqueça-o e veja se os espasmos melhoram. Se os espasmos continuarem, pode ser um sintoma de algo mais sério que apenas um veterinário pode diagnosticar corretamente.

Infecção viral

Se o cão está tendo espasmos faciais como se ele estivesse tentando mastigar a própria língua, isso pode ser um sinal de que ele esteja infectado com o vírus da cinomose. Uma pulsação irá ocorrer entre os olhos e as têmporas -- por vezes, de um lado, outras vezes em ambos. Outros sintomas comuns incluem diarreia, vômitos e conjuntivite. Embora os antibióticos possam ajudar a tratar os sintomas e erradicar o vírus, e desinfetantes possam matar o vírus em sua casa, o mais provável é que os espasmos continuem como resultado de danos permanentes no nervo. Vacine o cão contra cinomose para evitar a infecção pelo vírus.

Outras causas

De acordo com o veterinário Michael Goldberg da Vets.ca, espasmos constantes em áreas isoladas -- como as pernas, por exemplo -- podem ser um sinal de outras doenças em algumas raças. Em labradores, afirma Goldberg, espasmos podem ser um sinal de distrofia muscular. Também pode ser um caso de dano do nervo causado por uma lesão que esteja fazendo com que os músculos circundantes da região se contraiam involuntariamente. Como um remédio homeopático, Goldberg recomenda aumentar a ingestão diária de vitamina C do cão através de um suplemento chamado ascorbato de cálcio.

O que não é

Contrações constantes podem levar alguns donos a supor que o cão tenha desenvolvido algum tipo de distúrbio convulsivo. Estas doenças se exibem, entretanto, como tremores mais completos e perda de controle muscular, ao invés de espasmos simples. Observe quando e o quanto o cão está se contraindo, em seguida, explique os sintomas exatos ao veterinário, se o problema persistir. Filme os espasmos para que o veterinário possa ver os sintomas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível