Como cultivar a fruta-do-dragão

Escrito por judith willson Google | Traduzido por marcelo dias
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como cultivar a fruta-do-dragão
É fácil manter uma pequena área de cultivo (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

A fruta-do-dragão, ou pitaia, é uma boa opção de cultivo para quem vive numa região tropical. A planta se desenvolve com rapidez na maioria dos solos e as frutas podem ser colhidas dentro de um ano. Uma pequena área com apenas cinco plantas maduras é capaz de produzir mais de 450 kg de fruta por ano, o suficiente para uma família vender, trocar ou doar. Certamente sua produção pode ser otimizada se você tiver tempo e espaço, mas talvez seja preciso verificar a regulamentação local para poder dar início ao negócio.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Ferramentas de jardinagem
  • Treliça
  • Faca
  • Mudas de pitaia
  • Fertilizante
  • Equipamento de rega

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Prepare o terreno afofando o solo, removendo pedras e mato e posicionando uma treliça forte, ou mais de uma. Se quiser mais de uma fileira, mantenha entre elas uma distância de 4 a 5 m. Numa pequena área, faça o preparo manualmente com ferramentas básicas de jardinagem, como uma pá e um garfo de jardim.

  2. 2

    Corte ou compre mudas de pitaia em número suficiente para plantar a cada 1 ou 1,5 m. Tenha algumas mudas sobressalentes. Se for tirar mudas de alguma planta, corte talos de 25 a 40 cm, fazendo um corte diagonal na sua base. Tire mudas de duas ou mais plantas geneticamente diferentes a fim de assegurar a fertilização e a produção de frutos. Alguns tipos de pitaia não se autopolinizam. Deixe os talos secarem por cerca de uma semana.

  3. 3

    Enfie os talos no solo e regue até que o chão fique úmido. Plante as mudas que sobrarem em vasos para servirem de reposição caso alguma delas morra.

  4. 4

    Comece a adubar quando surgir algum crescimento significativo, em geral num período de 4 a 6 semanas. Use, aproximadamente, 0,5 kg de fertilizante genérico para cada 4 plantas. Adube a cada dois meses durante o tempo de crescimento. Opções orgânicas, como compostos ou esterco, são uma boa alternativa, mas também podem ser acrescentados ao fertilizante químico. Certifique-se, porém, de que essas substâncias não toquem a base das plantas.

  5. 5

    Regue a base das plantas a cada 2 ou 3 dias, com água suficiente até umedecer o solo, principalmente depois da florada. Um período de estiagem talvez seja necessário para induzir a florada, mas depois disso as pitaias precisam de muita água para otimizar a produção de frutos.

Dicas & Advertências

  • As pitaias podem sofrer danos em temperaturas acima de 37 ºC ou abaixo de zero. A temperatura ideal parece situar-se na faixa entre 18 e 25 ºC. Plante quando as temperaturas forem moderadas e assim permaneçam por vários meses, em geral no começo da primavera, para que as plantas vinguem.
  • As pitaias crescem com rapidez e ganham bastante volume. Se nenhuma poda for feita, à certa altura haverá um excesso de talos, reduzindo a penetração da luz, o que prejudicará a produção de frutos. Além disso, o volume excessivo de talos pode aumentar a incidência de insetos e doenças nas plantas. A poda deve priorizar a remoção dos talos danificados, doentes, mortos e aqueles que cheguem ao chão. As podas podem ser necessárias de uma a três vezes ao ano e são importantes para a florada e o crescimento de novos talos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível