Mais
×

Como fazer um curativo em uma árvore com sangramento de seiva

As feridas de árvores causadas por podas inadequadas ou lesões podem provocar o sangramento da seiva e o estresse da planta. A maioria das árvores lida com a ferida usando seu próprio processo de cura, mas as feridas maiores podem atrair infeções e pragas. As feridas feitas nos galhos raramente requerem o uso de uma bandagem ou curativo, uma vez que o anel erguido na base do galho evita que a doença se propague pelo tronco principal. As feridas no tronco, particularmente as maiores que penetram na seiva podem ser tratadas usando técnicas de bandagem corretas.

Instruções

  1. Verifique a casca em torno da ferida. Use essa casca como bandagem, se ela ainda estiver flexível.

  2. Apare as bordas duras da casca com a tesoura de poda. Arraste a casca por cima da ferida, revestindo-a tanto quanto possível.

  3. Pregue a casca no devido lugar usando pregos galvanizados de 2,5 cm de comprimento. Esses pregos dentro da árvore não enferrujarão. Deixe a cabeça do prego levemente sobressaída, para que você possa facilmente removê-lo depois de sarar a ferida.

  4. Corte as bordas esfarrapadas da casca se não existir suficiente para cobrir a ferida. Alise qualquer lasca de madeira, pois um corte limpo sara mais rápido.

  5. Umedeça um punhado de musgo sphagnum. Pressione o musgo sobre a ferida aberta, cobrindo-a completamente.

  6. Revista a ferida e o curativo de musgo com folhas plásticas. Prenda as bordas das folhas no tronco usando fita floral.

  7. Remova o plástico e o musgo depois da ferida começar a sarar e o sangramento de seiva parar. O tempo para a ferida sarar depende da gravidade da lesão causada na árvore.

Dicas

  • Faça um furo no fundo do pedaço de plástico se a água ficar retida em seu interior. A umidade em excesso pode provocar podridão ou infeção.

O que você precisa

  • Tesoura de poda
  • Pregos galvanizados
  • Musgo sphagnum
  • Folhas de plástico
  • Fita floral
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article