Mais
×

Como desenvolver design e construção de carrinhos de madeira aerodinâmicos

Aerodinâmica é um assunto complexo, passando por várias áreas do conhecimento científico para chegar à formas que são, na melhor das hipóteses, um meio-termo entre necessidade mecânica e adaptabilidade. Entretanto, seguindo alguns princípios e orientações básicas, mesmo um engenheiro amador pode desenvolver e construir carrinhos bem funcionais, aerodinamicamente.Tudo começa fazendo o modelo o menor possível e se assegurando de que o ar realmente passa por ele de forma que corra o mais rápido com o menor atrito possível.

Instruções

Carros esportivos e carrinhos de madeira tem o design muito similar (White sports car image by Christopher Dodge from Fotolia.com)

    Projetando o carro

  1. Desenhe um "esqueleto" em corte dos componentes mecânicos requeridos para o seu carrinho (incluindo rodas, eixos e cartuchos de CO2 se desejado) numa escala exata de 1 por 1. As medidas têm que ser exatas. Faça os contornos em um bloco de madeira (se você tiver) e as rodas, se você puder. Todas as medidas do carrinho serão baseadas na localização dos componentes mecânicos, então, precisão aqui é vital.

  2. Trace uma linha da base de uma roda para a base da outra; ela representará seu "chão". Meça 1/8 de polegada do seu chão e desenhe outra linha paralela várias polegadas para passando das rodas. Esta linha representa o fundo do seu chassi.

  3. Meça a base das rodas do seu carro, divida por 3 faça uma marca que seja exatamente a distância da frente da extremidade de sua roda dianteira. Esta representará o para-choque frontal do carrinho. Divida a linha base das rodas por 4 e adicione a distância da linha central do eixo traseiro da mesma forma.

  4. Meça 1/8 de polegada a partir do ponto mais alto das suas rodas e cartucho de CO2 e faça uma marca de referência. Marque 1/8 de polegada da interseção da base de seu chassi e da linha do para-choque da frente.

  5. Faça uma marca acima da interseção da base do seu chassi e para-choque traseiro equivalente a 2/3 da distância do ponto mais alto do final da traseira ao chão. Este será o cartucho de CO2 em um carrinho de corrida de CO2, ou o topo da roda traseira.

  6. Ligue os pontos formados por suas marcas de referências para terminar com um contorno em forma de cunha que permita delinear as partes mecânicas do carrinho.

  7. Repita o processo com o topo e a frente do carrinho.

    Construindo o carrinho

  1. Transfira seus desenhos da lateral, cobertura e frente (agora chamados layout ortoscópico) em seu bloco de madeira com o papel carbono. Comece pelo corte da lateral.

  2. Faça o contorno na madeira com sua serra.

  3. Vire o carrinho de forma que o fundo fique pra cima e transfira seu desenho da cobertura com o papelão. Então recorte na madeira.

  4. Compare a frente do seu carrinho com o design e apare a madeira com a ferramenta apropriada onde for indicado. É provável que não haja um apoio onde você possa traçar o modelo.

  5. Faça o polimento de todo o carrinho com lixa de granulação 80, então de 250, de 500 e finalmente de 1000. Instale os componentes mecânicos e então pinte o carrinho.

Dicas

  • Estas técnicas e proporções básicas renderão numa carroceria bastante aerodinâmica, mas você não pode deixá-la muito pesada. Você pode deixar a carroceria oca usando uma furadeira para se encaixar na categoria de peso do seu carrinho. Comece pela parte de trás do chassi e vá furando dali em diante. Um carrinho com o peso no nariz será mais estável dinamicamente, então mantenha quanto peso possível concentrado no eixo da frente.

O que você precisa

  • Papel carbono
  • Serra manual, serra de fita
  • Ferramentas básicas de carpentaria
  • Lixas de vários tipos
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article