Diagnóstico diferencial entre transtorno bipolar do tipo 1 e 2

Escrito por brooke nichols | Traduzido por carol matos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
  Diagnóstico diferencial entre transtorno bipolar do tipo 1 e 2
O transtorno bipolar não tem cura, mas pode ser controlado (http://www.diseaseaday.com/wp-content/uploads/2009/03/bipolar2.jpg)

O diagnóstico dos transtornos bipolares deve ser feito por um profissional de saúde capacitado. Uma avaliação abrangente deve incluir questões sobre os sintomas atuais do paciente, história (inclusive dados familiares) e padrões de humor. É pouco provável que um paciente apresente os dois tipos de transtorno bipolar, 1 e 2, uma vez que existem diferenças significativas entre os tipos de mania encontrados em cada transtorno. Geralmente, os pacientes são mais diagnosticados com um ou outro tipo, do que com ambos. No entanto, durante o curso da doença, é possível que o transtorno bipolar 2 possa evoluir para o tipo 1, se houver demora para buscar o tratamento.

Outras pessoas estão lendo

Episódio maníaco

A avaliação da mania inclui a busca por sintomas como valorização exagerada da autoestima, fala rápida e compulsão para falar, experiência subjetiva de pensamentos acelerados, níveis de energia aumentados, pouca necessidade de sono e participação em atividades de alto risco como, empreendimentos arriscados, atividade sexual aumentada ou gastos descontrolados. Esses sintomas são graves o suficiente para interferir no nível de funcionamento do indivíduo ou causar um sofrimento significativo ou dificuldades nos relacionamentos sociais e familiares. Esses sintomas são relatados como anormais, incomuns e são facilmente identificáveis por pelo menos uma semana, ou menos, se internação hospitalar for necessária para garantir a segurança do paciente.

Episódio hipomaníaco

A identificação dos sintomas hipomaníacos inclui o reconhecimento da valorização exagerada da autoestima, alteração de humor, pouca necessidade de sono, pensamentos acelerados e compulsão para falar. No entanto, os sintomas hipomaníacos são menos graves e podem ser identificados se estiverem presentes por pelo menos quatro dias. Os sintomas hipomaníacos geralmente não causam o nível de comprometimento típico de um episódio maníaco completo. Os sintomas hipomaníacos são solucionados mais rapidamente e com menos intervenções do que no caso dos sintomas maníacos.

Episódio depressivo maior

O reconhecimento da depressão maior pode ser feito a partir de sintomas como tristeza crônica e humor deprimido, isolamento da família e amigos, falta ou excesso de sono, ganho ou perda de apetite e peso, sentimento exagerado de culpa ou pensamentos suicidas. Um episódio depressivo maior pode causar limitações significativas e problemas quanto à segurança. Esses episódios podem ser particularmente arriscados nos transtornos bipolares, quando os pacientes pioram a partir de uma alteração de humor maníaca ou hipomaníaca.

Transtorno bipolar do tipo 1

Diagnosticar o transtorno bipolar do tipo 1 requer um profissional capacitado para avaliar os sintomas presentes, história de saúde mental e episódios dos padrões de humor. O transtorno bipolar do tipo 1 é identificado quando há a ocorrência de pelo menos um episódio maníaco. A mania inclui sintomas de valorização exagerada da autoestima, mania de grandeza, pouco ou nenhum sono, irritabilidade, agitação, comportamento de alto risco, e também sintomas psicóticos, tais como alucinações visuais ou auditivas. Ao menos uma internação hospitalar se fará necessária no decurso da vida de uma pessoa com transtorno bipolar do tipo 1.

Transtorno bipolar do tipo 2

Diagnosticar o transtorno bipolar do tipo 2 requer a diferenciação entre a hipomania e a mania por um profissional capacitado, incluindo saber se a pessoa já sofreu algum episódio de depressão maior. O transtorno bipolar do tipo 2 ocorre quando episódios depressivos maiores recorrentes estão associados aos episódios hipomaníacos. As alterações de humor são mais rápidas e tipicamente menos graves do que aquelas vivenciadas no transtorno bipolar do tipo 1. Os sintomas podem geralmente ser controlados em regime de ambulatório.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível