Dicas para evitar queda de pelo e coceira no seu cão

Escrito por heather vecchioni | Traduzido por victor dajas
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Dicas para evitar queda de pelo e coceira no seu cão
Coceira e queda de pelo são sintomas comuns a uma série de doenças caninas (dog image by Ergün Özsoy from Fotolia.com)

Assim como feijão com arroz, coceira e perda de pelo normalmente aparecem juntas, e são sintomas de uma variedade de doenças caninas. Infelizmente, ao menos que descoberta a causa real do problema, é difícil eliminá-las completamente. No entanto, existem alguns procedimentos a serem tomados para amenizar o desconforto do seu animal até que você possa levá-lo a um veterinário para um diagnóstico completo e o início do tratamento adequado.

Outras pessoas estão lendo

Minimize o contato de seu animal com outros animais

Como a perda de pelo e coceira constante são sintomas comuns a uma série de doenças diferentes -- algumas delas contagiosas, até mesmo para humanos -- é importante evitar o contato do animal infectado com outros animais ou pessoas. De acordo com o website PetMD.com (em inglês), esses sintomas são comuns no caso de sarna, por exemplo, uma doença extremamente contagiosa causada por ácaros. Outra enfermidade com sintomas similares é a frieira -- um fungo contagioso que afeta a pele do seu animal. Assim, até que você saiba exatamente a razão dos problemas de seu cão, o ideal é mantê-lo isolado.

Tratamento com hidratantes

Uma maneira de tentar controlar esses sintomas é por meio de cremes hidratantes. Xampus, condicionadores e sprays que contenham hidratantes podem ser úteis para aliviar o desconforto sentido pela seu animal. Dê um banho no seu cão com xampu hipoalergênico ou um que contenha aveia uma vez a cada duas semanas para diminuir um pouco a coceira. Consulte o seu veterinário para saber os produtos ideais a serem usados.

Ácidos graxos ômega-3

Cães que apresentam esses sintomas devido a alergias podem se beneficiar do uso de suplementos que contenham ácidos graxos ômega-3. De acordo com o website PetEducation.com (em inglês), eles auxiliam a pele a reduzir os efeitos causados pelas histaminas e outras substâncias que o corpo do seu animal libera quando exposto a alérgenos. Além disso, esses suplementos podem melhorar a qualidade do pelo do seu cão. Vale ressaltar ainda que nem todos os animais respondem positivamente ao uso destes suplementos e, mesmo no caso dos que apresentam melhorias nos sintomas, elas podem demorar várias semanas até serem visíveis. Siga sempre a dosagem recomendada na embalagem, uma vez que elas costumam variar de produto para produto.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível