Dietas para cães com elevação das enzimas hepáticas

Escrito por judy wolfe Google | Traduzido por carol matos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Dietas para cães com elevação das enzimas hepáticas
Dietas para cães com elevação das enzimas hepáticas (Comstock Images/Comstock/Getty Images)

O fígado do seu cão é um órgão multitarefa. Ele influencia na coagulação do sangue, filtragem de toxinas e eliminação de resíduos. Ele também armazena as vitaminas lipossolúveis A, D, E e K, além de produzir a bile, essencial para o metabolismo adequado das gorduras. Enquanto realiza essas funções, o fígado produz várias enzimas. As enzimas do fígado, presentes no sangue do seu cão, acima do nível normal são um sinal de doença hepática. As células danificadas do fígado deixam as enzimas escaparem. Quanto maior for o dano às células, mais alta estará a contagem de enzimas no sangue. As dietas para cães com elevação das enzimas hepáticas varia dependendo do tipo da doença que está acometendo o fígado. (Referência 1)

Outras pessoas estão lendo

Escolha da dieta

Escolha uma dieta baseada no diagnóstico veterinário da doença hepática específica que está afetando o seu cão. Certifique-se de que a dieta escolhida vá ao encontro das necessidades calóricas e nutricionais do seu animal de estimação. O fígado canino possui uma capacidade impressionante para se regenerar, através da formação de novas células que irão repor as células comprometidas. Assim sendo, escolha uma dieta que reforce o processo de substituição das células. Opte por alimentos com baixo teor de sódio para minimizar ascites e a acumulação de fluido abdominal devido à pressão alta nos vasos sanguíneos hepáticos. (Referências 1 e 2)

Dietas para cães com elevação das enzimas hepáticas
Seção de comida canina no supermercado (Jupiterimages/Creatas/Getty Images)

Teor de proteínas, gorduras e carboidratos

Alimente o seu cão com várias pequenas refeições ao dia, com pelo menos 20% de proteínas facilmente digeríveis e de alta qualidade. Ele precisa das proteínas para a formação dos novos tecidos hepáticos. Muitas rações comerciais contêm proteínas de baixa qualidade que levarão à produção de amônia quando digeridas. O fígado do seu cão poderá não ser capaz de executar a tarefa de filtrar a amônia. A única situação em que você não deve oferecer uma dieta com alto teor de proteínas é se o seu cão foi diagnosticado com encefalopatia hepática, o que significa dizer que a doença progrediu o suficiente para afetar o cérebro do animal. Dê alimentos com proteínas de plantas (soja) e proteínas lácteas, que são melhores do que a carne para um cão com doença hepática, de acordo com o Dr. Shawn Messonier, DMV. Ofereça ao seu cão carboidratos simples, de fácil digestão e de boa qualidade, como batatas ou arroz branco. Os carboidratos que não são digeridos completamente serão transformados em amônia. Ofereça vegetais para que o cão consuma fibras que ajudarão a melhorar a eliminação de toxinas através dos intestinos. Quanto à gordura presente nos alimentos, o limite aceitável fica entre 30 a 40%. (Referências 1 e 3, e Recurso 1)

Dietas para cães com elevação das enzimas hepáticas
Teor de proteínas, gorduras e carboidratos (Jupiterimages/Comstock/Getty Images)

Suplementos dietéticos

Dê a seu cão o cardo mariano padronizado para uma parte de silimarina de 70 a 80%. O cardo mariano tanto protege o fígado, deslocando toxinas que tentam se ligar às células, quanto permite a rápida regeneração das células. O padrão de dosagem é de 200 mg, duas ou três vezes ao dia. Obtenha o cardo mariano em forma de cápsulas ou em líquido, em uma loja de produtos naturais e misture-o à alimentação do seu animal de estimação. Evite a tintura de cardo mariano feita à base de álcool. (Referência 3)

Dietas para cães com elevação das enzimas hepáticas
Suplementos dietéticos (Digital Vision./Photodisc/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível