×
Loading ...

A diferença entre os períodos do Rococó e Barroco

Atualizado em 23 março, 2017

O período barroco não só se originou como posteriormente tomou o lugar do movimento artístico do Maneirismo. O barroco na Europa durou do início do século XVI a meados do século XVIII. Em alguns lugares, essa última fase do Barroco ramificou-se em um estilo artístico chamado Rococó, antes de ser substituído em popularidade pelo estilo neoclássico. Tanto a arte barroca quanto a do rococó focavam-se na criação de experiências artísticas complexas e completas, mas ambas se diferenciavam na abordagem e às vezes no assunto.

As pinturas barrocas geralmente focavam-se no uso de luz (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Pintura

Embora a técnica tenha se originado durante o Renascimento, as pinturas barrocas são geralmente identificáveis pelo uso forte do claro-escuro, um tipo de iluminação que cria fortes contrastes entre luz e escuro. Geralmente, essa técnica deixa a parte de uma pintura completamente escurecida pela sombra, enquanto outra área é apresentada com luz vibrante. As pinturas do Rococó, por outro lado, geralmente empregam uma técnica mais leve, focando no uso maior de cores claras e composições extravagantes. Às vezes, elas focam em um nível maior de satisfação profana ou até mesmo amorosa diferente das pinturas barrocas, as quais focam-se em temas religiosos.

Loading...

Escultura

Na escultura, o período barraco pegou ainda mais as ideias detalhadas e dramáticas do Maneirismo com o uso abundante do contraposto, no qual o corpo de uma pessoa fica contorcido com as pernas e os ombros voltados em direções diferentes para criar um efeito dinâmico. Enquanto a escultura renascentista de David, feita por Michelangelo, retrata a figura de pé em uma pose fixa, a escultura barroca de Bernini o retrata em ação, com seu corpo contorcido e seu rosto apertado com esforço. No período do Rococó, as esculturas novamente possuíam poses mais relaxadas. Ao invés das ações rígidas do Barroco, as pessoas eram geralmente capturadas em momentos de descanso tranquilo ou contemplação. Ademais, o Rococó introduziu um uso maior de porcelana em vez de mármore duro usado naquele tempo.

Arquitetura

A arquitetura barroca criou drama por meio do uso de colunatas e cúpulas, esquemas de cores, jogos de luz e a mistura de cheio e vazio através de áreas pesadas misturadas com espaços vazios. Para os interiores, os arquitetos barrocos usavam escadarias monumentais para alcançar os estilos artísticos anteriores, o que por sua vez criou um movimento em todo o prédio. O período também empregou a técnica de construir grandeza e drama em sequência, até que os espectadores chegassem a um espaço culminante, tipicamente um cômodo de grande poder, como um aposento de trono ou salão nobre. O Rococó distanciou-se do dramático enquanto acrescentava maiores detalhes, principalmente aos interiores. Os quartos eram decorados elaboradamente, até mesmo projetados para determinados móveis e itens presentes em uma câmara. O período também aproximou-se do design assimétrico, com as decorações de parede tendo uma qualidade desequilibrada.

Assunto

Enquanto o período barroco é definido predominantemente pela iconografia religiosa, o Rococó enfatizou uma atmosfera mais profana e aristocrática. As pinturas e esculturas barrocas geralmente retratavam cenas de textos religiosos, principalmente por conta da ordem contínua da igreja a procura de obras de arte. Com a aristocracia e as classes altas ganhando mais influência, a arte rococó tornou-se mais decadente, luxuosa e extravagante, com paisagens e composições calmas substituindo aquelas artes religiosas rígidas e às vezes ásperas. O Rococó usou cores e curvas exuberantes para criar cenas mais divertidas, eróticas e superficiais.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...