Diferenças entre a vida no interior e na cidade grande

Escrito por marie brown | Traduzido por jesse mourao
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Diferenças entre a vida no interior e na cidade grande
Considere suas preferências de estilo de vida na hora de escolher se deve viver em uma pequena ou grande cidade (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Não é incomum para pessoas de uma cidade pequena se imaginarem saindo para a agitação de uma grande cidade, ou para outros de cidades populosas se refugiarem numa cidade tranquila e calma. Na verdade, o artigo "The Second Coming of the American Small Town" (A segunda vinda da pequena cidade americana), publicado na revista Wilson Quarterly por Andres Duany e Elizabeth Pater-Zyberk, relata os resultados de um estudo de 1989 sobre as preferências das pessoas: "34% escolheram uma pequena cidade. Apenas 21% escolheram o subúrbio, 22% uma fazenda e 19% uma cidade." Embora as escolhas variem, examinar algumas diferenças entre a vida na cidade e a vida no campo pode colocar as preferências em perspectiva.

Outras pessoas estão lendo

Amigos e vizinhos

Saiba que viver em uma cidade menor geralmente significa que a maioria das pessoas se conhece. Ser capaz de manter um forte senso de comunidade e saber quando alguém precisa de ajuda são aspectos que correm de boca em boca por meio dos vizinhos, que estão sempre a observar o comportamento e o paradeiro dos outros. Contraste isto com a vida na cidade, onde as pessoas são muitas vezes ocupadas demais para dizer um olá aos vizinhos, quantos mais notá-los, ajudá-los ou desenvolver relacionamentos estreitos com eles.

Compras

Aceite que as cidades pequenas oferecem poucos lugares para fazer compras. As lojas se fecharão cedo e os preços serão ligeiramente mais elevados. Fique agradecido, no entanto, pois os proprietários da loja vão lembrar seu nome e ter tempo para ajudá-lo a localizar o que estiver procurando. Compare isso com a cidade, onde os mega shopping centers são comuns e trabalhadores mal remunerados vêm e vão. Onde os serviços "self-service" aceitam seu pagamento, tudo sem uma única palavra compartilhada entre funcionários e clientes.

Entretenimento

Espere poucas opções de entretenimento em uma cidade pequena. Mude sua atitude em relação ao que for preciso para diversão. Aprender a utilizar o tempo livre para realizar atividades como caminhar, sentar na varanda tomando ar fresco e estar na companhia de familiares e amigos são aspectos que contribuem para uma sensação de bem estar. Por outro lado, continue na cidade se você preferir o trânsito urbano, agendas cheias e celulares sempre à mão, tentando manter múltiplos compromissos todos os dias e estar sempre rodeado por muitas pessoas.

Serviços

Descubra onde encontrar o médico mais próximo, o oftalmologista, o hospital, e até o supermercado. Planejar-se para viajar longas distâncias para usar serviços não disponíveis em sua cidade faz parte da vida na cidade pequena. Se lhe agrada ter um hospital a dez minutos da sua casa, poder ter opções de médicos e serviços de limpeza a seco, ou poder tomar uma xícara de café e fazer compras qualquer dia da semana ou durante a noite, então a vida na cidade é a melhor opção.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível