Como diferenciar pecados veniais e mortais

Escrito por brian gabriel | Traduzido por josé moreira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como diferenciar pecados veniais e mortais
Os católicos se confessam dos pecados veniais e mortais (Hemera Technologies/PhotoObjects.net/Getty Images)

A Igreja Católica considera os pecados veniais menos graves do que os pecados mortais, embora ambos sejam males morais. Os pecados mortais são os piores pecados, porque alteram a direção de quem peca da moral adequada, para o lado oposto. Os pecados veniais não alteram a sua direção, mas apenas acarretam um simples desvio - o pecador ainda se direciona para a moral propriamente dita, porém por um caminho mais curvo. Descubra se é um pecado é venial ou mortal, examinando seus vários aspectos.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Determine se o pecado envolve uma "matéria grave". Somente pecados em uma matéria grave podem ser considerados mortais. De acordo com o Novo Testamento, a gravidade da questão é julgada a partir do ensino das escrituras, das definições dos papas e concílios, e da razão. O pecados são mortais quando causam algum distúrbio sério no que diz respeito a Deus, a sociedade ou a nós mesmos, como a blasfêmia, o assassinato e o roubo.

  2. 2

    Indague ao pecador o quanto conhecia sobre a natureza do pecado. Os pecados mortais devem ter sido cometidos com pleno conhecimento de que se tratavam de pecados mortais. Se o pecador não tem conhecimento do caráter pecaminoso de seu ato e sua oposição às leis de Deus, o seu pecado será venial. No entanto, se o pecador finge ser ignorante sobre a natureza pecaminosa de um ato, que é comumente o caso, isso aumenta a natureza voluntária do pecado, de acordo com o Catecismo da Igreja Católica.

  3. 3

    Dimensione o grau de conhecimento da pessoa ao cometer o pecado. Um pecado mortal requer o pleno consentimento do pecador para agir contra a lei eterna de Deus. A malícia do pecado mortal está na sua transgressão voluntária e consciente da Vontade Divina. O pleno consentimento significa que o pecado era uma escolha pessoal suficientemente deliberada.

  4. 4

    Apure a extensão do princípio vital que existe em nós, que é a caridade, que o pecador perdeu. Os pecados veniais permitem que a caridade permaneça, mesmo quando ofendem essa virtude. O riso imoderado, por exemplo, é um pecado venial, pois envolve um transtorno, mas não se opõe ao amor de Deus e das pessoas. O Catecismo da Igreja Católica afirma que os pecados mortais atacam o princípio vital e necessitam de uma nova iniciativa da misericórdia de Deus. Assim, o pecador deve mais uma vez experimentar uma conversão do coração, através do sacramento da confissão.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível