Como distinguir entre cortejar e namorar

Escrito por lee johnson Google | Traduzido por andré schwarz
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como distinguir entre cortejar e namorar
Namorar é frequentemente definido como algo mais relacionado à gratificação momentânea do que a casamentos (Young pair dating and kissings at town street image by fotosergio from Fotolia.com)

Entender a diferença entre cortejar e namorar pode ser vital para qualquer pessoa envolvida em um relacionamento amoroso, mas que ainda está incerto quanto ao propósito dele. A principal diferença entre ambos encontra-se enraizada na história. A cortesia geralmente é praticada por indivíduos que procuram alguém para formar casamentos e família, enquanto o "namorar" é uma prática recente relacionada a relacionamentos casuais. Se você já tiver um parceiro, sua capacidade de distinguir entre os dois tipos de relacionamento permitirá saber seu lugar e também se é recomendável levar seu parceiro a sério.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Aprenda sobre a definição de "cortejar". Isso envolve, estereotipicamente, aprender sobre a outra pessoa para avaliar se vale a pena casar com ela. Considera-se, geralmente, que cortejar não tem nada a ver com os aspectos sexuais de um relacionamento. Acredita-se que, ao cortejar, o sujeito se preocupa mais com a personalidade do que com as calças do outro. Muitos cristãos, por exemplo, alegam que durante a corte não deve haver contato sexual, que só deve ocorrer após o casamento.

  2. 2

    Pense sobre a definição de "namorar". Esse termo é um pouco mais moderno que o último e, dessa forma, não envolve muito da moral religiosa. Durante os encontros, não há necessariamente interesse em casamento, mas apenas em fazer o outro feliz. Isso significa que o sexo é um fator comum nessas circunstâncias e que o compromisso pode não ser muito importante. Isso não quer dizer que os namoros não sejam românticos ou que sejam puramente sexuais, mas sim que são uma versão modernizada do "cortejar".

  3. 3

    Pense se seu parceiro está sexualmente interessado em você. Esse é um dos principais fatores que diferenciam uma corte de um encontro. Se vocês transaram, ou houve um contato físico romântico, provavelmente trata-se de um namoro. Tenha em mente que isso não é necessariamente ruim. O foco deve ser dado no fato de você estar ou não feliz no relacionamento, e não em se é "apropriado" ou não fazer sexo antes do casamento.

  4. 4

    Pergunte ao seu parceiro se há compromisso. Isso não é uma maneira definitiva de determinar se é namoro ou cortesia, mas pode dar uma boa ideia das intenções dele. Isso pode ajudá-la a definir o relacionamento. A corte tem tradicionalmente mais a ver com comprometimentos sérios e a busca de um parceiro para a vida inteira. Algumas pessoas acreditam que os namoros são uma empreitada egoísta, mas na verdade são bastante similares à corte, pois frequentemente acabam em casamento. Aqueles que namoram também estão interessados em encontrar um parceiro para a vida toda, mas de uma forma mais moderna.

  5. 5

    Pense em como você se apresenta. Ao namorar, as pessoas tendem estereotipicamente a esconder seus defeitos e a procurar apresentar o melhor lado de si. A corte, por outro lado, supostamente envolve encarar honestamente um ao outro para avaliar se o casamento é adequado. Se você tenta esconder seus defeitos, muito provavelmente estará namorando e não cortejando. No entanto, é natural querer fazer com que a outra pessoa goste de você e, portanto, namorar não é uma coisa ruim. Se houver amor no relacionamento, é irrelevante a forma pela qual a sociedade o define.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível