Efeitos colaterais das vitaminas One A Day

Escrito por lee morgan | Traduzido por ronaldo moretti
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

Para muitas pessoas, tomar o multivitamínico One A Day tem feito parte da rotina diária por anos. E para muitas outras, é algo que pretendem incluir em suas vidas em breve. Mas com tudo de bom que pode vir em obter as quantidades diárias recomendadas de vitaminas essenciais e minerais para seu corpo, vem o risco dos efeitos colaterais, caso você exagere no consumo.

Outras pessoas estão lendo

Os fatos

Uma pesquisa de opinião pública realizada pela The American Dietetic Association revelou que metade da população adulta toma um suplemento vitamínico diariamente, e a tendência continua a aumentar conforme as mulheres ficam grávidas mais tarde e tornam-se mais preocupadas com sua saúde. Com o aumento do número de pessoas que toma uma vitamina todos os dias, vem um aumento da ocorrência dos efeitos colaterais associados a elas. De acordo com o Food and Drug Administration (FDA), a gama de efeitos colaterais varia, desde alergias a overdose, com repercussões indo de irritação leve no estômago a danos no fígado e defeitos de nascimento. One A Day é um suplemento multivitamínico que está disponível em muitas formas, incluindo suplementos de vitamina para idosos, especificamente para mulheres, homens, adolescentes e crianças. Os ingredientes comuns encontrados nesses produtos são vitaminas A, C, E, K e as vitaminas do complexo B, que, de acordo com o FDA, são muito necessárias para o corpo humano. Outros minerais também estão presentes, dependendo da variedade selecionada.

Função

A ingestão dos suplementos multivitamínicos One a Day, de acordo com a publicidade do produto, ajuda a se manter saudável e ativo, preserva a saúde do coração, imunidade, saúde ocular e energia física e mental ao converter os alimentos em energia, uma declaração que não foi avaliada pelo FDA. Enquanto a empresa não afirma que seus produtos diagnosticam, tratam, curam ou previnem qualquer doença, é amplamente aceito que tomar a dose diária recomendada de vitaminas e minerais seja a chave para ter uma boa saúde. Entre os benefícios de tomar vitaminas estão a promoção da digestão, função nervosa e crescimento.

Equívocos

Todos nós já ouvimos a frase "se alguns são bons, então, mais é melhor." Que não é o caso quando se trata de suplementos vitamínicos. "Vitaminas não são perigosas, a menos que você as use em grandes quantidades," diz Vasilios Frankos, ph.D., diretor dos Programas de Divisão de Dietas e Suplementos da FDA. "Mais não é necessariamente melhor com suplementos."

Riscos

A queixa mais comum quando se toma multivitaminas é uma dor de estômago, que é provavelmente causada pela alta concentração de vitamina C ou Niacina (B-3), de acordo com o FDA. Mas a Agência também afirma que essas duas vitaminas podem causar rubor, vermelhidão da pele e até mesmo pedras nos rins. A vitamina B-6 pode causar danos nos nervos e dormência nos membros, enquanto o ácido fólico pode ocultar os sinais de uma deficiência de B-12 em pessoas mais velhas, que também pode levar à lesão do nervo. De acordo com o FDA, tomar em excesso uma vitamina lipossolúvel tal como a vitamina A pode levar a náuseas, vômitos, dor de cabeça, vertigem, visão turva, tontura, defeitos no nasciemento, problemas de fígado e possível risco de osteoporose. As pessoas que bebem muito álcool, e possuem problemas de fígado existentes, colesterol alto, ou que não comem proteína suficiente estão em um risco mais elevado de sofrer esses efeitos secundários. Da mesma forma, o FDA diz que exageros de vitamina D podem levar a náusea, vômito, falta de apetite, constipação, fraqueza, perda de peso, confusão, problemas do ritmo cardíaco e depósitos de cálcio e fosfato nos tecidos moles. A vitamina E ou K carrega um risco para as pessoas em diluentes de sangue e não deve ser tomada sem consultar o médico, de acordo com o FDA.

Considerações

Lembre-se de informar ao seu médico a respeito de quaisquer suplementos que você esteja tomando, pois o FDA afirma também que tomar uma alta dosagem de uma vitamina pode, muitas vezes, interferir com medicamentos prescritos ou exames médicos. De fato, o FDA recomenda trabalhar com um médico para determinar o que você deve tomar, se houver necessidade. As variáveis que você deve discutir com seu médico devem incluir sua dieta e sua rotina diária. Você pode apenas precisar de mais vitamina C, mas já ter abundância de vitamina D. A necessidade de um multivitamínico varia de pessoa para pessoa e escolher o que tonar deve ser uma decisão pensada seriamente. Consulte o link do recurso abaixo para obter um gráfico para impressão da ingestão diária recomendada de vitaminas e minerais por sexo e idade.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível